FORNOS DE ALGODRES
Fornos de Algodres

Município português, pertencente ao distrito da Guarda, compreendendo 16 freguesias (Algodres, Casal Vasco, Cortiçô, Figueiró da Granja, Fornos de Algodres, Fuinhas, Infias, Juncais, Maceira, Matança, Muxagata, Queiriz, Sobral Pichorro, Vila Chã, Vila Ruiva e Vila Soeiro do Chão). Em termos demográficos, a população, em 1991, era constituída por cerca de 6300 residentes para uma área bruta de 131 km2, e a variação da população residente entre 1960 e 1991 foi de -31%.

A economia municipal assenta na agro-pecuária, na indústria alimentar, na administração local e em algumas actividades de prestação de serviços sociais, privados e públicos.

Localizada a norte da serra da Estrela e a leste das cidades de Mangualde e de Viseu, a vila de Fornos de Algodres é sede de município e registava uma população de cerca de 1100 residentes em 1991.

património

O património edificado mais significativo inclui o pelourinho (reconstruído em 1933); a igreja da Misericórdia (que ostenta fachada barroca); as capelas de Santa Eufénia e de Nossa Senhora da Graça; a Casa da Câmara; várias casas solarengas; o pelourinho de Infias; o pelourinho de Algodres (seiscentista); a igreja matriz (com portal românico-gótico); a igreja da Misericórdia; o dólmen da Casa da Cerca; e a igreja paroquial de Figueiró da Granja. Uma área municipal afecta ao Parque Natural da Serra da Estrela constitui o elemento mais significativo do património natural.

história

No início da monarquia, a região era reguengo da coroa e conhecida como Terras de Algodres. Foi D. Dinis quem concedeu o foral (a Fornos e a Algodres) em 1311, tendo D. Manuel I concedido novo foral em 1514. Fornos foi vila em 1811 e recebeu pouco depois a sede do município (até aí localizada em Algodres), altura em que se juntaram as duas designações que formam o topónimo actual.
99 photos · 1 video · 14,294 views