ALVITO
Alvito

Município português, pertencente ao distrito de Beja, composto por duas freguesias (Alvito e Vila Nova da Baronia). Em termos demográficos, a população, em 1991, era de 2700 residentes, para uma área bruta de 261 km2, e a variação da população residente entre 1960 e 1991 foi de -45%.

A economia agro-pecuária e silvícola é preponderante; salientam-se ainda, na economia municipal, as actividades ligadas aos curtumes e lacticínios.

A vila de Alvito localiza-se a norte de Beja e a sul de Évora. A vila, banhada pelo rio Odivelas, é sede de município, e nela residiam 1300 habitantes, em 1991.

património

O património edificado inclui o castelo (de traços mouriscos, mandado construir por D. João II em 1494, e só concluído no reinado de D. Manuel), o edifício da Câmara Municipal (com ameias e uma torre com relógio, de 1720), a igreja Matriz (construída, provavelmente, durante o reinado de D. Dinis), a ermida de São Sebastião (de estilo gótico-militar), a igreja de Nossa Senhora das Neves, o solar da Quinta de Água de Peixes e diversos achados arqueológicos.

história

Importantes vestígios arqueológicos permitem reportar o povoamento de Alvito à época romana. Na origem da vila terá estado uma herdade, chamada de São Romão, que Afonso III doou a D. Estêvão Anes, tendo então começado o povoamento; com a morte deste, passou para a posse de frades trinitários, e foi integrada na coroa em 1283. D. Dinis concedeu-lhe foral em 1327, confirmado em 1516 por D. Manuel I. Aqui se reuniram cortes, em 1484.
37 photos · 15,523 views