new icn messageflickr-free-ic3d pan white
View allAll Photos Tagged crónicas

All pics are ©Rosa Rusa. All rights reserved.Please dont use them before had my written permission. mail me if you need one]

 

rosarusa.photos@gmail.com

 

Construída entre os anos de 1662 e 1696, seu projeto tem autoria atribuída ao jesuíta Irmão Lourenço Gonçalves, tendo em vista as similaridades encontradas nas características arquitetônicas da ermida com outras obras de autoria comprovada daquele construtor que, neste período, se encontrava no Rio de Janeiro.

 

Cercada de frondosas mangueiras e com vista panorâmica, a Igreja de São Francisco é um interessante exemplar da arquitetura jesuítica. O templo traz características da arquitetura religiosa rural, típica dos padres jesuítas que, tão logo aportaram no Brasil, trataram de fundar aldeamentos nos lugares mais longínquos deste país.

 

Construído em alvenaria de pedra e cal, o templo possui uma nave única com púlpito lateral, hoje destituído de acesso, e capela-mor ao fundo, na qual se encontra o altar de madeira contendo uma pintura alegórica.

 

Sua fachada principal apresenta uma única porta de verga reta, ladeada por duas pequenas janelas e encimada por outra de igual proporção retangular ao nível do coro. Uma torre sineira, de pequena altura, encontra-se disposta entre o corpo da nave e a casa dos padres, a qual envolve toda a edificação religiosa. Seu coroamento se faz por uma simplificação de frontão triangular, guarnecido por telhas capa-e-canal. Essa fachada foi amplamente alterada, no final do século XIX, tendo sido restaurada a sua fisionomia original, em 1937, pelo IPHAN.

 

Na fachada dos fundos, voltado para o nascente, e na lateral, ao norte, a igreja possui dois relógios de sol, com as insígnias da Companhia de Jesus. O templo guarda ainda objetos raros tais como: a pia batismal feita pelos índios - de forte influência da cerâmica tamoia - o púlpito, composto por grossos balaústres de madeira torneada e um armário de jacarandá, esculpido com a data de 1696.

 

Completando o conjunto de relíquias existentes, pode-se ressaltar o marco de pedra da medição das terras, fincado em 1730, à subida do outeiro, e hoje parcialmente danificado.

 

Tendo em vista o seu valor histórico e arquitetônico para a preservação da memória da história colonial, o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, tombou a Igreja de São Francisco Xavier, incluindo o outeiro onde a ermida está situada e o antigo marco jesuítico localizado em seu sopé, através do processo n°. 162-T, inscrição 73, Livro das Belas Artes, fl.14, em 20/05/1938.

 

Informações retiradas do site www.niteroivirtual.com.br/ , que, por sua vez, as retirou do livro "Niterói Patrimônio Cultural", editado pela SMC/Niterói Livros em 2000.

 

Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro - Passeio a Nictheroy City

Ouça e comprove: técnica zero, emoção dez.

 

Catedral de São Pedro de Alcântara.

 

CATEDRAL DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA

 

Na planta do loteamento das terras das antigas fazendas do Córrego Seco e Quitandinha que vieram constituir a cidade de Petrópolis, levantada pelo Major Júlio Frederico Koeler, ficou reservado também, conforme disposição contida no decreto imperial de 16 de Março de 1843, um terreno para ser edificada uma igreja, com a evocação de São Pedro de Alcântara. Reservou Koeler para aquele fim uma área triangular ocupando toda a Rua Dona Maria II, começo da Avenida Ipiranga e Rua Raul de Leoni.

 

É provável que D. Pedro II, cogitasse logo da construção da Catedral, por quanto existe na Biblioteca Nacional uma gravura do projeto em estilo romano.

 

Entretanto este projeto foi posto de lado e só em 1882 o Presidente da Província, Bernardo Gavião Peixoto, viria cuidar da construção da Catedral. Encarregou o engenheiro e arquiteto Francisco Caminhoá da confecção de um projeto para o templo em estilo gótico. Em 1884 começa a construção da igreja, que após algumas interrupções, é inaugurada em 1925 porém só é concluída em 1939.

 

Ao centro da entrada da Catedral sob a torre de 70m se desenha a rosácea gótica e se recorta o tímpano em coroamento de imensa porta. Ali e acima as únicas estátuas figurando os quatro evangelistas (São João, São Lucas, São Marcos e São Matheus) de A. Bordignon. Abaixo, entre os feixes de colunas que se encontram em ogivas, abre-se o vão de ingresso ao templo.

 

A torre também abriga uma cela campanária com 5 sinos de bronze (9 toneladas) fundidos em Passau, na Alemanha.

 

O padroeiro escolhido para a nova igreja foi São Pedro de Alcântara, venerado como protetor da monarquia e que fora instituído por D. Pedro II.

 

Fonte: www.cmp.rj.gov.br/petro1/catedral.htm

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Palácio Rio Negro, Residência oficial da Presidência da República em Petrópolis.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Der in Paris entstandene Druck des Fasciculus temporum omnes antiquorum cronicas succincte complectens von Werner Rolevinck, einem Kartäusermönch aus Köln, ist das älteste Schmuckstück in unserem Bestand.

Er ist vollständig digitalisiert unter bit.ly/1yTCfeh.

 

Petrópolis tinha bons cinemas, onde muito me diverti e me encantei durante toda a infância e adolescência. Tiveram o mesmo destino de tantos outros pelo mundo afora, que viraram Igrejas Evangélicas e estacionamentos.

 

Eu sei, eu sei, eu sei... As voltas que o mundo dá são mesmo assim.

 

Mas eu não me conformo.

  

Rua 16 de Março, Petrópolis.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Estacionamento privado em via pública para os carros dos funcionários da pobre Microsoft.

 

Av. Koeler, Petrópolis.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Arte de tapa para POSEIDOTICA.

Detalle de las postales del interior del digipack.

Arte de tapa para POSEIDOTICA.

Detalle de las postales del interior del digipack.

Arte de tapa para POSEIDOTICA.

Detalle de las postales del interior del digipack.

Arte de tapa para POSEIDOTICA.

Detalle de las postales del interior del digipack.

Estrada Rio / Petrópolis. Cruzeiro e mirante.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Arte de tapa para POSEIDOTICA.

Digipack impreso.

Arte de tapa para POSEIDOTICA.

Digipack impreso.

Catedral de São Pedro de Alcântara.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

View On Black

 

Catedral de São Pedro de Alcântara.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Madeira entalhada à venda no Cruzeiro da estrada Rio / Petrópolis.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Arte de tapa para POSEIDOTICA.

Digipack impreso.

Arte de tapa para POSEIDOTICA.

Digipack impreso.

"A Encantada" - Casa de Santos Dumont, Petrópolis.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

#Entrevista #con #el #vampiro #(Cronicas #Vampíricas #1) nu voor maar: € 5,49 Bespaar: %50!

Uitgegeven door: #B #de #Books

#eBook #bestseller #Free / #Giveaway #boekenwurm #ebookshop #schrijvers #boek #lezen #lezenisleuk #goedkoop #webwinkel

Bestel hem nu! www.boekshop.net/horror/46252-entrevista-con-el-vampiro-c...

Estrada Rio / Petrópolis. Cruzeiro e mirante.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro - Passeio a Nictheroy City

Catedral de São Pedro de Alcântara.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Ahn? Pode, meu filho...

 

Jardins do Museu Imperial.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Tapetes à venda na beira da estrada Rio / Petrópolis.

 

Passeio a Petrópolis do grupo Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro.

Igreja de São Francisco Xavier, Saco de São Franscisco, Niterói, RJ

 

Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro - Passeio a Nictheroy City

Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro - Passeio a Nictheroy City

Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro - Passeio a Nictheroy City

Crônicas Fotográficas do Rio de Janeiro - Passeio a Nictheroy City

#Cronicas #de #Pelo #na #Venta nu voor maar: € 4,49 Bespaar: %50!

Uitgegeven door: #Alexandre #Dias #Pedro

#eBook #bestseller #Free / #Giveaway #boekenwurm #ebookshop #schrijvers #boek #lezen #lezenisleuk #goedkoop #webwinkel

Bestel hem nu! www.boekshop.net/humoristische-romans/163621-cronicas-de-...