Metrô do Rio de Janeiro

O Metrô do Rio de Janeiro opera desde março de 1979, quando foi inaugurado pela administração do governador Chagas Freitas.

Desde 1997, com a concessão, a administração e a operação das linhas e estações ficaram a encargo do Consórcio Opportrans (Metrô Rio), concessionário pelo período de 20 anos. O Governo do Estado do Rio de Janeiro continua responsável pelas expansões da rede metroviária, por meio da empresa Rio Trilhos.

No final de dezembro de 2007, a concessão foi renovada até 2038 e o Metrô Rio assumiu a responsabilidade pela construção da Linha 1A, que ligará a linha 2 à Linha 1, acabando com a necessidade de transferência em Estácio, pela compra de 114 carros e construção das Estações Uruguai e Cidade Nova.

É a segunda rede mais extensa do país, com 42 km distribuídos em duas linhas e 38 estações, perdendo apenas para o Metrô de São Paulo. Transporta diariamente cerca de 550 mil passageiros.

 

__________________

 

The Rio de Janeiro Metro (Metrô Rio) is a mass-transit underground railway network that serves the city of Rio de Janeiro, Brazil. Founded in 1979 with five stations operating on one line, it now includes 32 stations and two separate lines and serves on average nearly half a million passengers per day.

 

The system currently consists of two lines:

 

Line 1 (orange line), which serves the city's downtown business center, tourist areas in the city's South Zone, and several neighborhoods in the North Zone. It is a semi-circular line, and is fully underground. It runs from Saens Peña to Cantagalo.

Line 1 A (orange line), is the expansion between stations São Cristóvão and Central, leading to an line to Botafogo. In its traject, the Cidade Nova estation is placed in front of the City Hall.

Line 2 (green line), which serves working-class residential neighborhoods extending toward the north. It is a diagonal line, and almost completely over ground (mostly at graded and partly elevated). This line started as a light rail, but for increasing commuters, it gradually changed to metro. For its origin as light rail, it is fully over ground except Estácio station, although Cidade Nova station will be lifted.

  • Gabriel Sperandio 5y

    A concessão só começou em 1998. A estação Uruguai de fato terá o que agregar ao sistema, mas o mote da estação Cidade Nova é na verdade o abandono do projeto de racionalidade, com as duas linhas se encontrando na Carioca além do Estácio...

    Gostaria de dizer que há uma rede, mas apenas tem uma linha bifurcada agora... E deveria ter uma integração melhor com os trens de subúrbio, como ocorre em São Paulo, onde as integrações são gratuitas e as linhas se cruzam. Sem cruzamento de linhas, não é possível fazer essa integração.
7,176 views
4 faves
1 comment
Taken on May 22, 2008
  • ƒ/2.7
  • 5.2 mm
  • 1/30
  • 400
  • Flash (off, did not fire)
  • Show EXIF
This photo is in 1 album
This photo is in 1 gallery

Additional info

  • Viewing this photo Public
  • Safety level of this photo Safe
  • S Search
    Photo navigation
    < > Thumbnail navigation
    Z Zoom
    B Back to context