new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Peninsula de Troia | by SirLuso65
Back to photostream

Peninsula de Troia

A Península de Troia é uma restinga arenosa com mais de 25 km de comprimento e 0,5 a 1,5 km de largura, no litoral da freguesia de Carvalhal, no concelho de Grândola, entre o oceano Atlântico (a oeste) e o estuário do rio Sado (a leste). A península formou-se nos últimos 5000 anos de sul para norte, desde a Comporta até Tróia em frente à cidade de Setúbal. Localiza-se na sub-região do Alentejo Litoral.

Na parte norte da península podem visitar-se as ruínas romanas de Troia de um vasto complexo de salga de peixe, que se manteve em funcionamento entre o séculos I e o século VI. Nas últimas décadas do século XX foram construídos em Troia vários empreendimentos turísticos, como o Soltroia e o Troiaresort. Dois terminais fluviais asseguram a ligação mais curta à cidade de Setúbal: Cais Sul (ferries) e Ponta do Adoxe (catamarãs).

A paisagem litoral é caracterizada por uma costa baixa com uma contínua praia arenosa, constituída por vezes pelos sedimentos avermelhados de escarpas arenosas recentes.[1]

 

Tróia (Portuguese pronunciation: [ˈtɾɔjɐ]) is a peninsula located in Grândola Municipality (parish of Carvalhal [pt]), Portugal, next to the Sado River estuary. Tourism is the peninsula's main activity due to its long beaches facing the Atlantic. There is a ferry boat connection between the peninsula and the city of Setúbal. Tróia has important archaeological sites dating from the time when the peninsula was an island called Acalá, settled by the Romans.

821 views
40 faves
13 comments
Taken on January 24, 2021