Servidores decidem suspender greve a partir das 7h de 27/03
A categoria municipária decidiu suspender a greve a partir das 7h de amanhã, quarta-feira, 27/03, em assembleia geral realizada na tarde desta terça-feira, 26/03, no Largo dos Açorianos, ao lado da sede do Simpa.

Também foi decidida a manutenção do estado de greve e o fortalecimento da mobilização dos servidores contra os ataques de Marchezan e contra os vereadores que votaram favoravelmente ao PLCE 02/19, por meio de diversas ações e atividades a serem desenvolvidas.

Neste mesmo sentido, a categoria decidiu ampliar seu diálogo com as comunidades e entidades da sociedade civil, de maneira a mostrar à população o sucateamento e a precarização dos serviços públicos decorrentes da gestão Marchezan e os prejuízos que causam no dia a dia de cada cidadão e cidadã porto-alegrense.

Na assembleia, os servidores também trataram, como prioridades para o próximo período, da realização do 6º Congresso do Simpa – marcado para os dias 26 e 27/04 – e das ações relativas à data-base da categoria, em maio.
Durante a assembleia, os servidores e servidoras rechaçaram a atuação dos 24 vereadores que endossaram o projeto de lei que destrói a carreira dos municipários, aprovado na madrugada desta terça-feira. Ao votarem contrariamente aos direitos adquiridos ao longo de décadas pela luta dos servidores, os vereadores atingiram os trabalhadores, suas famílias, o serviço público como um todo e mesmo a economia da cidade.

Na assembleia, os trabalhadores também repudiaram a violência praticada pela Romu e pela Brigada Militar, que usaram bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borracha contra servidores que estavam do lado de fora e tentavam acompanhar a sessão plenária. Nove municipários ficaram feridos. Eles foram saudados pelos demais colegas na assembleia por sua resistência frente à repressão.
Com relação ao projeto aprovado, o Simpa aguardará a publicação da lei, mas já estuda, com o setor jurídico, as alternativas possíveis de buscar a recuperação dos direitos dos servidores junto à Justiça.

Protesto no Paço

Pela manhã, servidores protestaram em frente ao Paço Municipal contra a aprovação do PLCE 02/19 e em defesa dos serviços públicos. Eles também ofereceram balas aos Guardas Municipais como “retribuição” às balas de borracha atiradas ontem contra a categoria.
91 photos · 11 views