Do Corpo Ao Movimento (Laís Sirtoli)
Quem é você?
Sou alguém procurando deixar o mundo um pouco melhor, dentro das minhas limitações - as quais tenho dificuldade de respeitar. Tento trabalhar com o que vejo propósito e resultados positivo, sou bastante teimosa e cabeça dura quando acredito em algo. Prezo muito pela justiça em tudo que faço, sou exigente comigo, até demais pois me puno excessivamente quando falho em algo. Sou bastante observadora com tudo em volta de mim, aprendi com a vida, até como uma questão de defesa, isso me faz olhar mais para fora do que para dentro, mas permite sempre estar atenta ao que pode ser feito para ajudar as pessoas ou lugares. Valorizo demais minha independência mas tenho dificuldade de pedir ajuda, o que as vezes é bem prejudicial para mim e para o meio onde habito. Estou procurando o equilíbrio entre os extremos das características que tenho pois a que faz a qualidade é a mesma que em excesso gera o dano, mas entendo que é um processo e estou nele.

Por que fiz as fotos?

Porque é algo que eu nunca faria por ser muito travada em frente a câmera, envergonhada e com problemas de aceitação com meu corpo. Aceitei fazer para tentar dar uns passos nessa caminhada que é o amor próprio.

Como foi o processo?

Foi bastante desconfortável no início, nunca havia feito nada parecido. O processo do nu fez com que eu me sentisse mais presa que o normal. No final estava um pouco mais confortável. Foi um processo bem difícil devido às minhas travas e inseguranças mas também um desafio que me orgulhei de ter enfrentado.
28 photos · 50 views