Motovelocidade

Autódromo de Jacarepaguá, Rio de Janeiro.

 

Jacarepaguá volta a respirar o clima da Motovelocidade

 

Após cinco anos sem receber provas de Motovelocidade, o Autódromo Internacional de Jacarepaguá/RJ foi palco nesse domingo da abertura do Campeonato Brasileiro. A competição da Motovelocidade nacional foi realizada em conjunto com a primeira etapa do Campeonato Carioca de Motovelocidade, que não acontecia desde 1989.

 

Gilson Scudeler começa em 2009 como terminou em 2008, vencendo. Saindo da pole position, o piloto paulista não largou bem e caiu para a quinta posição. José Luiz de Camargo Jr, o Cachorrão assumiu a ponta. Murilo Colatreli, largando em sétimo subiu para a terceira colocação.

 

A liderança de Cachorrão durou até a 12ª volta, quando foi surpreendido por Gilson que, percebendo o momento, o ultrapassou. “No meio da prova, a situação começou a ficar mais difícil, os pneus começaram a se desgastar, então tive de ir controlando. Quando percebi que era a hora de atacar, parti para cima do Cachorrão, ele cometeu um pequeno erro e depois consegui abrir vantagem até o final”, destacou o vencedor.

 

Cachorrão terminou a prova em segundo e, bastante emocionado, destacou a importância do ótimo resultado em Jacarepaguá. “Estava imprimindo um ritmo forte e já estava no limite. Queria muito essa vitória, mas, infelizmente hoje não consegui. Garanto que vou me dedicar 110% nesse campeonato para chegar ainda mais alto”, declarou.

 

Superbike Light e 125cc

 

A Superbike Light, nova categoria aberta para pilotos iniciantes da Motovelocidade, foi a primeira prova disputada no domingo. Alan Santos venceu a prova da categoria, seguido por Luciano da Cruz Silva e Marcelo Bonilho. “Foi muito gratificante, é uma satisfação única que nem sei explicar, fiquei bastante surpreso com o resultado”, declarou o vencedor.

 

A prova da categoria 125cc foi realizada com as categorias 125cc e Motoboy do Carioca. Pelo Brasileiro, Rafael Portaluppi foi o vencedor, seguido por Marcelo Gomes e João Girão, o terceiro. Patrick Matos, de apenas 12 anos, se destacou entre os grandes chegou na quarta colocação do Brasileiro e em sétimo no geral.

 

Com carreira iniciada no ano passado, Matos vive no mundo da velocidade desde os cinco anos de idade. O garoto é fã dos grandes nomes como Alexandre Barros e Valentino Rossi. O resultado obtido na prova o deixou bastante satisfeito.

 

“Tive um pequeno problema antes da prova, mas na corrida conseguia tirar quatro segundos na reta e isso me ajudou a ganhar posições. Todo mundo fala que correr entre os grandes é difícil, mas eles só têm tamanho”, afirmou o jovem piloto.

 

250cc, 600cc Sport e Sport i

 

Na sequencia a 250cc foi para a disputa. Marciano Santin, que dominou desde os treinos livres da sexta-feira, conseguiu a vitória. Murilo Ribeiro foi o segundo colocado e Ricieri Luvizotto foi o terceiro melhor posicionado.

 

Já na disputa da 600 Sport, Mauro Thomassini foi o primeiro colocado, seguido por Octavio Santos Pinto. Osmar Cefrim Filho ficou com a terceira colocação. Na categoria 600 Sport i, Maico Teixeira levou a melhor. O segundo colocado foi o piloto Carlos Alberto Cruz, seguido por Marco Antônio de Souza Reis.

 

O Novo Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem o apoio de Pirelli, Sevitec e Silmar. O Campeonato Carioca de Motovelocidade tem o patrocínio da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Magoo Motos, Moto Barra, Memorial Saúde, Motocar, Revistas Pro Moto e Moto Adventure. Realização: Federação de Motociclismo do Estado do Rio de Janeiro. Supervisão: CBM.

7,772 views
17 faves
40 comments
Taken on May 31, 2009