new icn messageflickr-free-ic3d pan white

Adult Content

You must be signed in to see this content. Sign in

Back to group

Outeiro da Glória

Glória, Rio de Janeiro.

 

Sobre a Igreja

 

Considerada jóia da arquitetura setecentista, a Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro é um dos maiores patrimônios da arquitetura colonial religiosa brasileira. Construída no centro do adro, é formada por dois octógonos irregulares, alongados e interligados, antecedidos pela base quadrada da torre sineira, cujo pé lhe serve de pórtico.

 

A historiografia registra controvérsias quanto à autoria e à data da construção do templo definitivo. Porém a versão mais aceita, é a de que as obras datam da segunda metade do século XVIII (em torno de 1714) e que foram confiadas ao engenheiro e arquiteto, Tenente-Coronel José Cardoso de Ramalho, nomeado por D. João V para o posto de Capitão de Infantaria da Capitania do Rio de Janeiro. Ficou pronta em 1739.

 

Os trabalhos ornamentais em talha estão no altar-mor, altares da nave, tribunas e coro, e representam a transição entre o final do estilo rococó e o neoclássico.

 

O templo è adornado por azulejos setecentistas, incluindo a nave, capela-mor, corredores laterais, sacristia e coro. Segundo interpretação do Frei Pedro Sinzig, os painéis de azulejos representariam cenas inspiradas na Bíblia, no "Livro de Tobias". Entretanto, o Professor Santos Simões afirma que são inspirados no "Cântico dos Cânticos", à exceção dos azulejos da sacristia, que representam cenas de caça.

 

Sua autoria é atribuída ao Mestre Valentim de Almeida, expoente da azulejaria joanina , e formam um dos conjuntos mais importantes do Brasil.

 

Fonte: Portal da Igreja

7,402 views
49 faves
66 comments
Taken on May 28, 2009