MERCADO IAÔ 20/01/19
MARGARETH FAZ SHOW EMOCIONANTE NA ABERTURA DO MERCADO IAÔ



Milhares de pessoas prestigiaram o domingão cheio de atrações na Ribeira

Visceral! Margareth Menezes fez um dos shows mais empolgantes de sua carreira, deixando mais três mil pessoas extasiadas na abertura do Mercado Iaô, ontem (20/01), na Fábrica Cultural, na Ribeira. A dona da casa cantou por mais de três horas e recebeu, em belos momentos, os seus convidados especiais Márcia Short e Jaú. Muito emocionada, Margareth festejou a ocupação permanente do espaço de sua ONG Fábrica Cultura e homenageou a mãe Dona Diva, morta no ano passado, que passa dar nome ao palco principal. No próximo domingo (27/01), a cantora recebe Mariene de Castro e o Cortejo Afro no Mercado Iaô, que está recheado de atrações, como gastronomia, artesanato, moda e muitas manifestações culturais.

Margareth começou o show com novidade e fez o público cantar o samba reggae Canto da Massa, música nova de autoria de Pierre Onassis, já nas plataformas digitais. O repertório também reúne as recentes Coisa Milenar, de autoria da cantora com Jorge Portugal, e a solar Todo Mundo Alegre (Peu Meurray, Luizinho do Jênje, Nem Cardoso e Luiz Soares). Na abertura da temporada, na Ribeira, não faltaram sucessos de outros artistas, mas o público foi à loucura mesmo com seus hits Faraó, Elegibô, Dandalunda, Toté de Maianga, Alegria da Cidade, Passe em Casa, Selei, Me Abraça e Me Beija, entre outras.

Desde às 10 horas, o movimento era intenso no Mercado Iaô, que até às 14 horas recebeu o público com entrada franca. Entre compras no Galpão das Artes, que reúne mais de 70 artesões, e no Espaço Gastronômico, que oferece comida baiana, nordestina e quitutes populares, o público se divertiu com uma intensa programação. Na abertura, a Charanga de Seu Léo saiu pela orla da Ribeira arrastando o público para o mercado.

Em frente ao histórico prédio da fábrica, aconteceram as apresentações do grupo Sambadiar, do projeto Primeiro Som da PM e da DJ Bela. O público também prestigiou a Cozinha Musical do ator Jorge Washington, que cozinhou e ensinou sua receita de casquinha de Siri ao som da voz e violão do cantor Dão. O grupo Coletivo Capitães D´Areia levou a poesia para todos os espaços da antiga Fábrica de Linhos Nossa Senhora de Fátima, que abriga a Fábrica Cultural.
Por Jamil Moreira Castro
COMO COMUNICAÇÃO
36 photos · 7 views