new icn messageflickr-free-ic3d pan white

Fall in a Japanese Garden....

Eu acho legal como as vidas são paralelas,

Como todos nós temos os mesmos sentimentos, mesmas neuras

E, como a vida se resume em como nós a vemos.

Não se preocupe, não se culpe por conseguir alcançar grandes almejos...

 

Na minha visão espiritualista-budista-católica-karmática,

Quase ecumênica,

Tudo que vem a você é por vontade divina,

Porque Ele achou que você merece...

(mesmo que conscientemente seja difícil de digerir.)

  

Se tem tudo que reconhece possuir, é porque você merece,

E, assim, não tem que sentir-se na obrigação

De dar satisfações a ninguém...

Só a Ele... Ou só agradecer a Ele.

  

Um dia teremos respostas a todas essas perguntas ...

Olhe só...

Eu quero viver 100 anos, e lógico que não chegarei lá só porque eu quero...

(Não vai acontecer, comigo é assim, não consigo nada que eu quero. Só o que Ele quer que eu consiga.)

  

E você, que não quer ninguém limpando sua bunda,

Por estar inválido sem desejar incomodar,

É capaz de viver por muitos e muitos anos...

(pois também o oposto deve acontecer contigo, mas pela mesma razão, a tal da vontade divina.)

  

Às vezes penso que sou um pouco egoísta

E me ponho a frente de outros

E até de Deus, quando me revolto ou fico encafifado

E me esqueço que tudo é Dele, até mesmo eu.

(Esforço para não ser assim. Tento ser mais compreensível e tolerante, flexível, pondo mais o pano quente por cima do que atirando-os, sentindo-me um ser incompreensível.)

  

Hey, é a vida que Deu emprestou e de tão grande que ela é,

Na maioria das vezes, só percebemos

Apenas o que gira em cima da nossa própria cabeça...

Cabeça que mais parece um planeta.

  

Nós somos planetas, duvida?

A cabeça é redonda, e giramos em torno do Sol

Dormimos com a lua ao redor,

 

Quando ela nos escurece os olhos.

Sonhamos, com as estrelas

Que são impossíveis de serem tocadas,

Pois há anos-luz, delas só vemos o que já foram,

Como o jornal de ontem que mesmo sem ser aberto,

Só mostra o que já foi...

  

Os raios interplanetários que nossos cílios filtram,

E o corpo que pulsa o sangue,

consome o oxigênio que transporta a vida

Como são os vulcões e suas lavas...

 

Somos planetas, prontos a colidir com outros astros.

É só olhar o pênis, que quando copula fica louco

Para encontrar de novas e antigas crateras...

  

E as crateras que como vulcões se encapsulam

No vai e vem macio e dócil

De quem sente apenas com os neurônios,

Pois não tem tato, o balancear das ondinhas do mar.

 

Somos todos um planeta...

Queremos apenas amar, respirar, filtrar

E, sentir de vez em quando o balancinho das ternas águas do mar.

 

Amar ...

Tão complexo como o choque de um cometa,

Que apenas arranha a superfície dos astros.

©

1,685 views
37 faves
49 comments
Taken on October 25, 2009