new icn messageflickr-free-ic3d pan white
GRES Consulado | by Marco Nunes
Back to group

GRES Consulado

Desfile das Escolas de Samba de Florianópolis

17/02/07

 

Enredo: Vinte Luas de Esperança, Vinte Luas de Saudades... Das Matas da Babitonga ao Velho mundo!

Autores: Sandro Roberto de Oliveira e Antonio Gracindo de Olveira

 

Se em 2005, a Consulado apresentou na avenida a vida de um europeu [Aleixo Garcia] entre os nativos da nova terra, desta vez a Consulado leva um nativo para a Europa. É o índio Içá-mirim, que no início do séc. XVI foi levado da Babitonga (hoje São Francisco do Sul), à França pelo navegador francês Binot Palmier de Gonneville, com a promessa de trazê-lo de volta “em vinte luas”. Mas, ele não voltou nunca. Com base nessa história, a Consulado leva para a Nego Quirido um misto da realidade com a imaginação que o carnaval permite a fim de apresentar a vida e os possíveis sentimentos que brotaram no coração de Içá-mirim, bem como o que foi acrescentado à cultura deste indígena que precisou se inculturar a uma nova vida.

 

SEGUNDO CARRO ALEGÓRICO: Noite de São Bartolomeu

 

A rainha Catarina de Médicis controlava completamente seu filho, Charles IX, que tinha somente 10 anos quando se tornou rei. Charles sofria grande influência do líder huguenote, almirante Gaspar de Coligny. Uma tentativa de assassinar Coligny fracassou. Catarina planejou então um assassinato em massa das lideranças huguenotes, que estavam em Paris para o casamento de Henri de Navarre com a filha de Catarina, Marguerite.

 

O massacre começou na madrugada do dia de São Bartolomeu, 24 de agosto no ano de 1572, dois dias depois do atentado contra a vida de Coligny. Dessa vez, Coligny não escapou, apesar da rainha ter poupado as vidas de Henri de Navarre e do Príncipe de Condé. O massacre se repetiu por toda a França e o número de huguenotes mortos é estimado em torno de 20.000 em dois dias. A alegoria representa uma simbologia do que foi a madrugada de trevas daquele de 24 de agosto de 1572.

 

Destaques:

Na frente – DANIELA = Guerras

No alto – NERITON MARTINS = Noite de Trevas, vitória da morte

16 composições representam as TREVAS

6 composições representam a MORTE

2 composições as PROFECIAS

2,315 views
4 faves
3 comments
Uploaded on February 27, 2007