new icn messageflickr-free-ic3d pan white
IGREJA MIRATEJO/LARANJEIRO - PORTUGAL | by Luís Marques
Back to photostream

IGREJA MIRATEJO/LARANJEIRO - PORTUGAL

===================================================================

All rights reserved © 2010 by Luis Marques

No part of this picture may be reproduced or transmitted in any form or by any means without prior permission.

===================================================================

 

História da Paróquia da Sagrada Família

 

DE

 

MIRATEJO/LARANJEIRO

 

Em 1974, Miratejo, era uma Avenida ladeada de casas recentemente construídas.

 

Antes, duas ou três quintas, onde abundavam árvores de frutos e pastorícia.

 

Após o 25 de Abril de 1974 com a vinda de famílias das ex-colónias começaram a preencher os poucos andares existentes e a promover a construção local.

 

Estas famílias recém chegadas começaram a frequentar a Comunidade Católica mais perto que era Corroios onde pertenciam.

 

Este grupo de Católicos, juntamente com o Pároco, o Sr. Padre Lino, começaram a sentir necessidade de celebrar Missa em Miratejo, para que assim se desenvolvesse Espiritualmente a comunidade que começava a nascer.

 

Assim, este grupo no início do ano de 1975, começa por pedir autorização de uso, do pavilhão da Escola Primária nº 1, aí se celebrou a primeira Missa local e se deu início à Catequese de crianças e jovens.

 

A seguir, quase de imediato, começou a surgir a ideia da construção de uma Igreja. Foi nomeada a primeira Comissão que, contacta a Câmara Municipal do Seixal para a cedência de um terreno. Assim foi, a Câmara cedeu um terreno, que mais tarde foi substituído pelo actual.

 

Agora havia necessidade de começar a juntar dinheiro. Organizaram-se Festas, fizeram-se rifas e peditórios em várias Igrejas locais e em Lisboa. Foram também enviadas cartas a instituições e organismos.

 

As Festas de Angariação de fundos, eram necessárias para se dar início às obras. No entanto também através delas se quis alicerçar os laços Comunitários.

 

Em 27 de Abril de 1986 é colocada a Primeira Pedra, pelo Sr. Bispo D. Manuel Martins. Um ano depois com uma nova Comissão é iniciada a obra. É com grandes dificuldades que a obra vai avançando.

 

Em 1993 é celebrada a primeira Missa, ainda com as paredes e o chão em reboco, sem portas e com um Crucifixo de cartão em ponto grande na parede frontal.

 

Em Maio de 1994, tivemos a graça de receber a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima. Recordamos com saudades aquela Procissão tão participada

 

pelas ruas do Laranjeiro e Miratejo.

 

Em 10 de Julho de 1994 o Senhor Bispo D. Manuel Martins administra, pela primeira vez, o Sacramento do Crisma a cento e cinquenta jovens e adultos das três Comunidades.

 

Em fins de 1995 tivemos o primeiro Curso Bíblico, coordenado pelo Frei Manuel Arantes, que veio fortalecer o Grupo Bíblico, e dar um novo dinamismo no estudo da Bíblia.

 

Em Janeiro de 1997, o Sr. Padre Júlio e a Comissão Fabriqueira convidam para uma visita às instalações, o Sr. Bispo D. Manuel Martins, a Presidente da Câmara Municipal de Almada, a Sra. D. Maria Emília Neto de Sousa, o Presidente da Câmara Municipal do Seixal, Sr. Alfredo Monteiro, o Presidente da Junta de Freguesia de Corroios, Sr. Brázio Romeiro.

 

O Arquitecto António Júlio e o Engenheiro Domingos explicaram o andamento das obras. O dia da dedicação da Igreja, foi marcado para o dia 28 de Dezembro de 1997, “Dia da Sagrada Família” por vontade do Sr. Bispo.

 

Tínhamos ainda muito para fazer para termos tudo pronto nesta data. Não ía ser fácil. Faltava escolher todo o chão da Capela Mor, definir a cor do granito do Altar, acabar o Sacrário, e todo o espaço envolvente; a Pia Baptismal; as luzes; as Imagens; colocar os Painéis e fazer as suas gravuras e, não havia dinheiro! Mas, tudo conseguimos, Graças a Deus e à colaboração da Comunidade.

 

Em Junho, a Comunidade decidiu fazer uma Festa convívio e homenagear o Sr. Padre Lino, (que havia estado doente durante um ano, mas, felizmente já estava novamente entre nós), com uma lápide que se colocou no hall da Igreja.

 

Enfim, chegou o grande dia, o dia tão esperado: o dia da Dedicação do Templo à Sagrada Família de Nazaré.

 

Enviaram-se convites e estes foram retribuídos com as presenças do Poder Autárquico, dos Senhores Padres e da Comunidade.

 

Os momentos e gestos da Bênção, foram seguidos pelo olhar de todos, com anseio e felicidade… enfim, tínhamos a nossa Igreja construída!

 

Por fim foram assinados os livros e houve Festa no Centro Social.

 

A Comunidade continuou a trabalhar com empenho na construção da Igreja Espiritual: - os Grupos cresceram, o Dia das Comunidades continuou a realizar-se, as Primeiras Comunhões, as Profissões de Fé, as Promessas dos Escuteiros e outros Encontros com o Senhor. Recordamos o Encerramento do 90º Cursilho de Cristandade de Homens, o primeiro na nossa Comunidade em 7 de Março de 1999

 

A Comunidade viveu de um modo especial a Ordenação Sacerdotal do Sr. Padre Sezinando em 13 de Junho de 1999, que, como Diácono muito ajudou a nossa Comunidade a crescer, inclusivamente a escrever a carta ao Sr. Bispo para pedir a elevação da Comunidade a Paróquia fundamentando-a com a Maturidade e crescimento Espiritual.

 

Em Julho de 1999, tivemos a honra de, pela primeira vez a visita de Sua Excelência Reverendíssima o Sr. Bispo D. Gilberto Canavarro dos Reis, que coincidiu com a Festa do Crisma em Corroios, de 125 crismandos das três comunidades (Corroios, Vale de Milhaços e Miratejo).

 

Com o início do Ano de 2001 tivemos a notícia da criação da “Quasi-Paróquia” de Miratejo/Laranjeiro. Para preparação deste acontecimento, foi enviado o Sr. Padre Lobato, para no dia 2 de Fevereiro proferir uma Conferência de Preparação e Informação sobre a Dimensão do “Ser Paróquia”.

 

O Acontecimento celebrou-se, com uma Eucaristia Festiva com os Grupos, presidida pelo Sr. Vigário Geral da Diocese de Setúbal, Padre Alfredo Brito em 4 de Fevereiro de 2001, seguindo-se um Almoço Convívio no Restaurante Cordeiro.

 

Em 2001, tivemos pela primeira vez nesta Comunidade, as Celebrações do Tríduo Pascal, que a pedido do nosso Pároco Sr. Padre Júlio, foram presididas pelo Sr. Padre Miguel Sapata Ramalho, havendo na noite de Vigília de Páscoa um Baptismo de adulto.

 

Em 8 de Julho de 2001, o Sr. Padre Francisco Mendes, celebra a sua Primeira Missa nesta Comunidade, com quem havia criado grande amizade e dedicação como Diácono.

 

Neste mesmo dia teve a nossa Comunidade a grande alegria de, por intermédio do Sr. Padre Júlio, em nome do Santo Padre João Paulo II, receber a Bênção Apostólica que nos havia sido enviada como resposta a um telegrama, que os grupos paroquiais haviam enviado a dar os parabéns pela passagem de mais um aniversário do Santo Padre.

 

Com a ordenação sacerdotal do Sr. Padre Francisco Mendes, a nossa comunidade começou a ficar mais activa, e as nossas celebrações mais participativas. Foi assim que, na Quaresma, as Vias Sacras, às sextas-feiras passaram a ter a presença do

 

Sacerdote. E, neste ano pela primeira vez tivemos a Via Sacra Pública, na Sexta feira Santa, dia 29 de Março de 2002.

 

Também em Maio de 2002, fizemos a Procissão das Velas em honra de Nossa Senhora de Fátima, pelas ruas da nossa Comunidade Paroquial.

 

Com a partida do Sr. Padre Francisco para a Paróquia do Castelo, a comunidade sentiu a necessidade de pedir ao Sr. Bispo um Pároco residente, pois embora a comunidade fosse já Quasi-Paróquia, o Pároco continuou a ser o Pároco de Corroios.

 

O Sr. Bispo atendeu o nosso pedido e no dia 8 de Setembro de 2002 entrou solenemente na Paróquia o Reverendo Padre Sezinando Alberto.

 

Como não tínhamos residência Paroquial, uma paroquiana, D. Teresa Lucas, emprestou-nos uma casa para que o Sacerdote pudesse viver entre nós.

 

Para que a residência Paroquial ficasse minimamente acolhedora, a Diocese disponibilizou 5.000,00 € para o efeito.

 

Com a chegada do novo Pároco, a comunidade cresceu em todos os sentidos.

 

Começou a celebrar-se Missa todos os dias Feriais e atendimento de cartório.

 

Aumentou o nº dos Sacramentos, bem como todos os serviços Paroquiais foram remodelados.

 

Fundou-se o Movimento da Mensagem de Fátima e criou-se o Grupo de Jovens.

 

Incrementou-se a formação Espiritual através de conferências e retiros.

 

A Comunidade também viu a dívida de construção da Igreja paga na totalidade em apenas um ano, bem como a substituição de todos os telhados das dependências da Igreja e aquisição de uma nova aparelhagem sonora.

 

Todos os terrenos da Quasi-Paróquia que estavam em nome da Paróquia Mãe, depois das necessárias burocracias, passaram para o nome da Comunidade.

 

Comprou-se uma Residência Paroquial no centro de Miratejo e depois de 20 anos de sonhos, construiu-se a Sede dos Escuteiros.

 

Em 2003 formou-se o Centro Paroquial Social da Sagrada Família, onde em Janeiro de 2004 a Administração do velho Centro Paroquial de Bem Estar Social, a pedido do Padre Sezinando, passou para a Administração da Quasi-Paróquia de Miratejo.

 

Actualmente temos em andamento um projecto de criação de um novo A.T.L. onde também conste a construção de um Salão Paroquial.

 

Depois de tudo isto, e como a comunidade já deu provas de maturidade, e sentido de Igreja, foi pedido a criação definitiva da Paróquia que aconteceu finalmente em 8 de Dezembro de 2006, solenidade da Imaculada Conceição.

2,012 views
9 faves
193 comments
Taken on July 28, 2008