new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Craudinha na Mídia! | by Ludmila ^-^v
Back to photostream

Craudinha na Mídia!

O Globo

19/10

Brincadeira de gente grande

Página 12/Revista O Globo

 

Brincadeira de gente grande

 

Da cultuada Blythe a modelos de pano, bonecas viram mania entre adultas

 

A produtora Alice Lima e Silva caiu de amores há pouco mais de um ano. De uma só vez, “adotou” três bonequinhas. Depois, apaixonouse por outra e mais outra e mais outra até virar a feliz proprietária de 13 Blythes. Aos 37 anos, Alice até comprou uma Blythe para a filha, Marina, de 9. Mas a bonequinha cabeçuda, cheia de personalidade, está longe de ser brinquedo de criança, como se vê na foto acima, que faz parte de um luxuoso editorial de moda clicado meio de farra pela fotógrafa Luciana Avellar, com vestidos da estilista Margot Mello, do Ateliê Cortiço, e cenário do artista plástico Sérgio Cesar. Boneca, de uns tempos para cá, virou mesmo assunto de gente grande. Tanto que, hoje, a partir das 14h, o ateliê Zellig (), em Botafogo, abre as portas para fãs de Blythe dos 20 aos 60 anos.

 

— Será uma tarde para trocar dicas de customização da boneca, que pode mudar de cabelo, trocar os olhos e ganhar maquiagem especial — explica Adriana Cataldo, dona de cinco Blythes e sócia da Zellig, que também está criando roupas especiais para a boneca. Enquanto a Blythe conquista novos fãs, modelos de pano, artesanais, não param de surgir por aí, brincando com personalidades que vão de Maria Antonieta a Amy Winehouse. Gracinhas para adultos, claro. A gente sempre gostou de brinquedo, mas não queria fazer toy art. No ano passado, resolvemos lançar alguns bonecos de pessoas que marcaram a nossa geração e colocamos na vitrine, para testar. Fez tanto sucesso que já estamos na terceira leva, sempre com séries limitadas de no máximo 40 bonecos iguais — conta Renata Grimberg, uma das sócias da loja Q-Vizu, que já lançou versões de Woddy Allen, David Bowie, Madonna e Johnny Depp (cada uma custa R$ 89).

 

Há exemplos ainda mais exclusivos. Recentemente, a publicitária Doris Sochaczewski, dona da loja Coisas da Doris, de São Paulo, descobriu em Nova Louise, que faz bonecas à mão, usando materiais garimpados em armarinhos e brechós. Encomendou uma linha inspirada em Maria Antonieta, com direito a plumas na cabeça. Peças únicas, que podem ser compradas pela internet (), por R$ 630. A grife Afghan também se rendeu ao charme das bonecas e lançou, junto com sua coleção de verão 2009, uma charmosa Farrah Fawcett de pano, toda pintada à mão (R$ 49).

 

Outra que tem feito sucesso na internet é a boneca Tôsqka, à venda na loja virtual Bangoo (). Desenhada há sete anos pela artista plástica Fabiola Cally, a personagem virou boneca em séries limitadas, incluindo uma sobre “Sex and the city”, com versões das quatro principais personagens, e outra da cantora Amy Winehouse, em vários modelitos, com direito a singelos sapatinhos dourados (R$ 66).

 

Apesar de tanta variedade, a Blythe continua sendo a mais cultuada entre as adultas. Basta dar uma olhada nos vários sites, fotologs e afins dedicados à boneca (o principal por aqui é ). E não basta comprar — ou melhor, adotar, como as colecionadoras fazem questão de dizer. A brincadeira inclui personalizar, superproduzir e fotografar a cabeçudinha em diferentes situações. Blythe, afinal, é fotogênica e cheia de histórias. Criada nos Estados Unidos, em 1972, e relançada no início da década no Japão, ela virou alvo de colecionadoras do mundo todo (com preços a partir de R$ 300, em sites como Mercado Livre e eBay). Por aqui, só no Orkut são mais de 20 comunidades dedicadas à bonequinha. A principal delas tem mais de 1.400 integrantes.

1,316 views
4 faves
0 comments
Uploaded on October 19, 2008