flickr-free-ic3d pan white

Não há coração duro que resista à tanto encanto....

Brilhas como o Sol, sem sê-lo;

tomas a forma da lua, sem sê-la.

És, apenas,

e não há nada que seja sem ti.

O tempo está em ti, mas estás fora do tempo.

És som, és silêncio,

és inércia em movimento.

Estás longe, estás perto,

em ti não há distância.

És o visto, o não visto,

és aquilo que vê.

És a luz do teatro da vida,

o brilho da cena.

Não tens início nem fim,

todo o início está em ti.

E eu….

Sou tu refletida,

como brilho consciente...

(Tales Nunes / professor Yoga )

1,089 views
17 faves
63 comments
Taken on October 17, 2010