new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Série com o Joãozinho casamenteiro, Príncipe ou Verão (Pyrocephalus rubinus) - Vermillion Flycatcher - Turtupilín, Churrinche (Argentina), Mosquero Bermellón, Saca-tu-Real (Chile) - 17-08-2008 - IMG_20080817_9999_323 | by Flávio Cruvinel Brandão
Back to photostream

Série com o Joãozinho casamenteiro, Príncipe ou Verão (Pyrocephalus rubinus) - Vermillion Flycatcher - Turtupilín, Churrinche (Argentina), Mosquero Bermellón, Saca-tu-Real (Chile) - 17-08-2008 - IMG_20080817_9999_323

Fotografado no Parque da Cidade, em Brasília, Brasil.

Veja um pequeno vídeo, clicando nos endereços a seguir:

www.youtube.com/watch?v=8EAO7Z7mzcQ

br.youtube.com/watch?v=9z4ngdpYspI

Muito obrigado ao Marcelo Cazani (Marcazani) pela identificação deste pássaro.

See a little video at the following addresses:

www.youtube.com/watch?v=8EAO7Z7mzcQ

br.youtube.com/watch?v=9z4ngdpYspI

Thank you very much Marcelo Cazani (Marcazani) for the identification of this bird.

A text, in english, from Wikipedia, the free encyclopedia:

The Vermilion Flycatcher, Pyrocephalus rubinus, is a small passerine bird that can be found in the southwestern United States, Central America, and northern and central South America. Males are bright red in color, with dark brown plumage, and females have a peach-colored belly with a dark grey top. The flycatchers grow to about seven inches in length, and feed mostly on insects such as flies, grasshoppers and beetles.

 

The Vermilion Flycatcher is a favorite among birders, but not generally kept by aviculturalists, as males tend to lose their bright colors when taken from the wild and kept in cages.

 

This species is unusual among flycatchers in that the sexes are differently colored. In southern Texas, it is conspicuous and tame, often nesting near houses and farmyards. The bright colors of the male have earned it the Mexican name brasita de fuego, "little coal of fire." Despite its brilliant color, the Vermilion Flycatcher is hard to detect in cottonwoods, willows, or mesquite, since it hunts from the highest canopy and generally remains well concealed. In sparsely vegetated areas, however, it may descend to the ground after insect prey. The male defends his territory with a prominent aerial display; he flies up singing, his red underparts and cap contrasting with the blue sky. When trying to attract a female he sings even at night.

 

description 6" (15 cm). Male has brilliant scarlet crown and underparts, with dark brown back, wings, and tail; female similar to male above but white below with dark streaks. Belly of females and immatures varies from pink to yellow to white.

 

Esta bela ave é também conhecida como verão, pois anuncia a chegada da estação das cores, quando adquire esta linda cor escarlate, como atrativo para as fêmeas na época reprodutiva. Após a reprodução, o macho muda para uma plumagem de descanso sexual, semelhante à das fêmeas.

Ave migratória, com reprodução na Argentina, Paraguai e Uruguai, logo após o término da segunda e última procriação ( geralmente de novembro a fevereiro ), migram para o norte, sendo conhecida sua maciça passagem pelo Pantanal. Passam de maio a agosto/setembro na região amazônica, onde encontram-se com uma subespécie local.

 

Helmut Sick, autor do livro “Ornitologia Brasileira”, revela um caso muito interessante onde se manifestam fatores genéticos e ambientais como causadores da migração. Na Argentina, foram observados pais e filhos separadamente. Logo após os filhotes da segunda cria saírem do ninho, em fins de janeiro, os adultos partem em direção ao norte, no auge do calor e com abundância de alimento (insetos). Os filhotes, porém, ficam na área e entram na muda. Finalmente, três meses após o desaparecimento dos pais e demais adultos, quando o frio e a umidade outonais tornam-se fortes, os filhotes também emigram. Segundo Sick, portanto, os adultos do príncipe obedecem a um ritmo endógeno, hereditário, enquanto os filhotes, possuindo a mesma estrutura genética, são expulsos por pressões externas, do próprio ambiente.

 

O macho, em plumagem de reprodução, é inconfundível. O vermelho vivo da parte ventral contrasta com o dorso escuro (foto). Atrás dos olhos, uma linha escura reforça o contraste e torna-o único. Na fêmea, no macho juvenil e no macho adulto, entre março e julho, a plumagem da região ventral é cinza clara com estrias mais escuras. Barriga com penas levemente róseo alaranjado ou amareladas (juvenis) ou avermelhadas (foto). A linha escura atrás dos olhos presente, com o dorso em tom escuro, embora menos contrastante do que na plumagem reprodutiva.

A população pantaneira é migratória, chegando a partir de maio, vindo do sul do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. O nome comum de Barão do Melgaço indica a chegada próxima à festa de São João, no final de junho, quando é mais notado. O nome verão é dado no sul do Brasil, indicando a chegada, por lá, no período em que o tempo esquenta, após o inverno.

A maior parte das aves migra mais ao norte, até a Amazônia. Apesar da literatura considerar o Pantanal como área de nidificação, na RPPN estão de passagem ou durante o inverno austral. Os últimos são anotados em setembro. A maioria migra para o sul em agosto (logo depois dos machos adquirirem a plumagem vistosa), onde irão se reproduzir.

Além das cores, destaca-se por seu hábito de pousar em galhos expostos, cercas e fios. Dali, voa e captura insetos em vôo, retornando ao poleiro favorito. Ocupa os ambientes abertos, desde campos, praias de rio com arbustos até cerrado e bordas de vegetação florestal. Não penetra em áreas com adensamento de vegetação. Observado em toda a RPPN, é comum nas partes central, norte e na região de campos entre o Riozinho e o rio Cuiabá. Utiliza ambientes criados pelas mãos humanas, sendo notável nos jardins do hotel em Porto Cercado. Pode ser observado na periferia e jardins de cidades como Poconé e Cuiabá, por exemplo.

Vem da América do Norte ou da Amazônia, em busca de condições favoráveis de clima e recursos alimentares.

Pássaro vermelho forte, encontrado no campus principalmente entre os meses de julho a agosto.

16,863 views
26 faves
43 comments
Taken on August 17, 2008