new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Museu Nacional de Belas Artes   #COPABACANA | by ¨ ♪ Claudio Lara - FOTÓGRAFO
Back to album

Museu Nacional de Belas Artes #COPABACANA

Fotoca do tempo de 100% amadorismo. Hoje são apenas 50% porque tenho outra profissão e fotos só se for free lancer. rss...

 

O Museu Nacional de Belas Artes MNBA é um dos mais importantes museus de arte do Brasil, localizado na cidade do Rio de Janeiro.

 

Embora o museu tenha sido criado oficialmente apenas em 13 de janeiro de 1937 - e inaugurado em 19 de agosto de 1938 - sua história é bem mais antiga, e remonta à chegada da família real portuguesa ao Rio de Janeiro em 1808, já que Dom João VI se fez acompanhar de um conjunto de obras de arte, algumas das quais permaneceram no país depois de seu retorno à Europa e figuram como o núcleo inicial da coleção.

 

O acervo do museu teve início com o conjunto de obras de arte trazidas por Dom João VI, em 1808, e foi sendo ampliado ao longo do século XIX e início do século XX com a incorporação do acervo da Escola Nacional e outras aquisições, e hoje conta hoje com cerca de 15.000 peças, entre pinturas, esculturas, desenhos e gravuras de artistas brasileiros e estrangeiros, além de uma coleção de arte decorativa, mobiliário, arte popular e um conjunto de peças de arte africana.

 

Na pintura se destaca o grande acervo de arte brasileira, o mais importante do país, que permite a reconstituição, com grande variedade de exemplares de primeira linha, de toda a trajetória da pintura brasileira desde o início do século XIX até os dias de hoje. Foi formado primeiramente com peças dos integrantes da Missão Francesa (Nicolas-Antoine Taunay, Félix Taunay, Jean Baptiste Debret), com a obra dos estrangeiros que participaram do círculo da Academia Imperial

e com a produção de brasileiros, professores ou alunos da Academia Imperial, como Victor Meirelles, Agostinho José da Mota, Pedro Américo, Almeida Júnior, Henrique Bernardelli, Rodolfo Amoedo, Pedro Weingärtner, Zeferino da Costa, Belmiro de Almeida, Antônio Parreiras, Décio Villares, Galdino Guttman Bicho, Arthur Timótheo da Costa e Eliseu Visconti. Entre os artistas modernos destacam-se Candido Portinari, Carlos Oswald, Djanira, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Vicente do Rego Monteiro, Antônio Bandeira, Guignard, Cícero Dias, Lasar Segall, José Pancetti, e Jorge Guinle Filho. Os períodos colonial e modernista estão representados com menor número de peças. Entre as obras mais conhecidas do público estão: Café (Portinari), Gioventù (Eliseu Visconti), Batalha do Avaí (Pedro Américo) e A Primeira Missa no Brasil (Victor Meirelles).

 

A coleção de escultura também teve origem no legado da Academia Imperial e da Escola Nacional, que incluía uma série de cópias de estátuas célebres da antiguidade e outras produzidas por professores e alunos.

Dentre os estrangeiros, ligados ou não ao Brasil, figuram Zéphyrin Ferrez, Auguste Rodin, François Rude e Franz Weissmann.

fonte wikipedia.

 

♪ ♫ ♪ ♫ ♪ ♫ ♪ ♫ ♪ ♫ ♪

 

[ ♪ ] Música do Dia - Adriana Calcanhoto - Esquadros

 

Rio de Janeiro - Brasil - Rio450 Anos

33,264 views
225 faves
245 comments
Taken on February 24, 2017