flickr-free-ic3d pan white

Palácio Pedro Ernesto - Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro.

Sede da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro.

 

Prédios do Centro Histórico do Rio recebem iluminação cênica

Festival ‘Luz na Cidade’ acontece no Brasil pela primeira vez, entre dias 18 e 29 deste mês

 

RIO – O Centro Histórico do Rio ganhará novas cores, entre os dias 18 e 29 deste mês, com a realização do festival “Luz na Cidade”. Prédios, monumentos e ruas da região, que geralmente ficam abandonadas após o fim do expediente, vão receber 15 instalações e iluminações cênicas, que darão vida nova ao trecho entre a Praça Tiradentes e a Lapa. Após o evento, considerado o primeiro de iluminação urbana no Brasil, quatro edifícios públicos continuarão embelezados pelas luzes especiais: a Câmara Municipal, o monumento ao Marechal Floriano Peixoto, o Museu Nacional de Belas Artes e a Escola de Música da UFRJ.

As luzes artísticas serão instaladas no entorno da Cinelândia, do Largo de São Francisco, da Praça Tiradentes e do Campo de Santana. Os trabalhos têm a assinatura de artistas brasileiros e estrangeiros, como o inglês Ron Haselden, que iluminará o Centro Cultural da Justiça Federal. Ele é conhecido por realizar trabalhos com comunidades, expondo seus desenhos feitos com traços de luz.

Secretário municipal de Conservação, Carlos Roberto Osório diz que o evento deverá entrar no calendário anual da cidade. Esta primeira edição tem patrocínio da Eletrobrás e caberá à prefeitura manter as instalações.

- Uma lâmpada de LED pode durar até dez anos. Então, a manutenção é bastante simples. Para ter uma ideia, a iluminação do Museu de Belas Artes custará por mês o mesmo que um chuveiro elétrico - conta a francesa Camille Espagne, uma das organizadoras do evento.

O trabalho dos artistas poderá ser visto a partir das 17h30m até a meia-noite, dependendo do local (veja a lista abaixo). Segundo Osório, a novidade ajudará na conservação de prédios públicos de valor histórico, já que chama atenção para o patrimônio, inibindo o vandalismo. O secretário também espera que a iniciativa inspire empresários e comerciantes a capricharem na iluminação de seus prédios.

- O desafio é deixar a cidade tão bonita à noite quanto ela é durante o dia – afirmou o secretário.

Osório acrescenta que a segurança da região será reforçada, já por conta da Rio+20, que acontece no mesmo período. No entanto, ressalta que o objetivo é exatamente que a população frequente o Centro Histórico à noite.

- Antes isso era inimaginável. Nós queremos mostrar que hoje é possível passear no Centro à noite – afirmou.

A negociação para que o Rio fosse a primeira cidade do Brasil a receber o evento, já conhecido na Europa, durou cerca de um ano. O festival começou em Lyon, na França, e hoje se espalha por 67 cidades no mundo. Entre elas, Turim, na Itália, e Paris, na França.

Confira o circuito do evento “Luz na Cidade”:

- Theatro Municipal: receberá trabalho da Ose e da Publics Brasil, das 19h às 19h30, que poderá ser visto apenas no dia 18 de junho.

- Câmara Municipal: ganhará uma obra de Dominique Ribeiro e Jerôme Pasteur, que se tornará iluminação definitiva. Das 17h30m às 23h.

- Escola de Música da UFRJ: terá um trabalho de Milton Giglio, que também se tornará definitivo e pode ser visto das 17h30m às 23h. Também recebe instalação artística de Delphine Reist, entre 18 e 29 de junho, das 12h às 21h.

- Monumento ao Marechal Floriano Peixoto: obra de Rodrigo Cruz que também será definitiva e pode ser observada das 17h30m às 23h.

- Museu Nacional de Belas Artes: trabalho de Milton Giglio, também definitivo, que pode ser visto das 17h30m às 23h.

- Edifício Herm Stoltz (sede da Eletrobrás): trabalho de Mario Suarez, que pode ser visto entre os dias 18 e 23 de junho, das 17h30m às 22h.

- Largo e Relógio da Carioca: será iluminado por obra do instituto Luz in Oppidum, entre os dias 18 e 29 de junho, das 17h30m às 22h.

- Centro Cultural da Justiça Federal: receberá uma intervenção artística de Ron Haselden e Tomás Ribas, das 12h às 17h, e de David Batchelor, das 17h30m às 22h, entre os dias 18 e 29 de junho.

- El Pabellón: recebe instalação artística de Anthony McCall e Luiz Zerbini, das 11h às 16h, entre 18 e 29 de junho.

- Largo das Artes: recebe obra de Regina Silveira, das 12h às 18h, entre 18 e 29 de junho.

- Estação Carioca do metrô: será iluminada pelos artistas do One Man One Tree, entre 18 e 23 de junho, das 10h às 23h.

- Passeio Público: receberá instalação de Ron Haselden e Erik Samakh das 17h30m às 20h, entre 18 e 29 de junho.

- Rua do Lavradio: será iluminada por Regina Silveira, entre 18 e 23 de junho, das 17h30 à meia-noite.

- Solar do Visconde do Rio Seco, na Praça Tiradentes: recebe intervenção artística de Albano Afonso, entre 18 e 23 de junho, das 17h30m à meia-noite

  

♫ ♪ ♫ ♪ ♫ ♪ ♫ ♪ ♫ ♪

 

[ ♪ ] Música do Dia - Raul Seixas - Eu Também Vou Reclamar

18,683 views
29 faves
42 comments
Taken on September 6, 2005