Intercâmbio-Mutirão da Rede Favela Sustentável no Quilombo do Camorim
[PT] No dia 10 de agosto de 2019, a Rede Favela Sustentável realizou um intercâmbio-mutirão no Quilombo do Camorim, em Jacarepaguá, Zona Oeste da cidade. 69 pessoas de cada canto da cidade se reuniram para revitalizar o sítio arqueológico, espaço cultural e horta comunitária que foram muito danificados nas chuvas de verão deste ano. Graças ao esforço e entusiasmo coletivo de todos que participaram o sítio foi reconstruído. No mutirão, além de capinar uma enorme parte com mato alto, ainda tivemos grafite e revitalização de uma horta comunitária. O grafite ficou a cargo do Preta Pinta Preta, um coletivo de mulheres grafiteiras afrocentradas que coloriram a entrada do Quilombo com referências de cultura negra. O Planta na Rua chegou junto com sua experiência com hortas urbanas e coordenou a plantação de sementes e mudas na horta comunitária. Representantes do Engenheiros Sem Fronteiras apoiaram a restauração do local. Entre os participantes, uma presença marcante foi a do Cine e Rock que levou cerca de 16 jovens com muita energia para somar em todas as atividades. Adilson Almeida, o coordenador da Associação Cultural Quilombo do Camorim (ACUQCA), fez um relato sobre a relação do terreno com a história da escravidão e liberdade do povo negro no Rio de Janeiro e nos levou até o sítio arqueológico com diversos resquícios dessa história. Tivemos também membros da Rede que facilitaram uma roda de capacitação de captação de recursos para programas comunitários. Foi uma troca incrível cheia de ação coletiva e solidariedade! Fiquem ligados: em breve publicaremos a cobertura completa das atividades que rolaram no sábado.

Para saber mais sobre a ACUQCA visite bit.ly/2Ov7iyr

[EN] On August 10, 2019, the Sustainable Favela Network held its 2nd exchange of 2019, a day of collective action in support of the Quilombo do Camorim, in Rio de Janeiro’s West Zone. 69 people came together from all over the city to take part in a day-long joint effort to restore the Quilombo’s archaeological and event site, clearing heavy underbrush, cleaning and replanting the entire community garden, and restoring the quilombo's graffiti murals. The entire site had been severely damaged during the heavy rainfall that tormented Rio de Janeiro earlier this year, to the point where community members alone were unable to recover the area. Amazingly, on Saturday, thanks to such a large turn-out of enthusiastic supporters, the entire site was rebuilt. The women's graffiti collective Preta Pinta Preta covered the entrance with incredible murals showcasing Afro-Brazilian themes. The urban gardening collective Planta na Rua brought seeds and saplings and directed the replanting of the community garden. Representatives of Engineers Without Borders supported the site restoration. Among those participating, a remarkable presence was that of Cine e Rock, a community organization from the Rio das Pedras favela, which brought 16 unstoppable youth to aid in the day's activities. Adilson Almeida, who coordinates activities for the Quilombo do Camorim Cultural Association (ACUQCA) shared the quilombo's history preserving and promoting quilombola culture and toured the archaeological site. And several SFN members led a capacity-building circle presenting on how to fundraise on behalf of community programs. It was an amazing exchange filled with collective action and solidarity! Stay tuned for coverage of Saturday’s activities.

To learn more about ACUQCA visit: bit.ly/2Ov7iyr
75 photos · 128 views