new icn messageflickr-free-ic3d pan white
De fletes e almas | by Eduardo Amorim
Back to photostream

De fletes e almas

“Mas as almas deles,

as almas ‘humanas’ dos meus fletes

andam errantes nos espaços,

e já lhes são eternos os efêmeros instantes

em que sonhamos sós por estes campos,

por cerros altos, rinconadas e capões que davam medo,

na claridade das planuras,

à beira da água viva dos arroios

e no destino das estradas

que se perdem no horizonte...

Quanta vez as nossas almas conversavam

na solidão da mesma cisma,

e nas nossas pupilas fulgurava

a mesma luz de Deus...

Decerto não morreram, os meus fletes

e vivem nos rincões dos intermúndios...”

 

Trecho de “Os fletes”, de Aureliano de Figueiredo Pinto

Pavão, Capão do Leão, Rio Grande do Sul, Brasil

 

5,884 views
60 faves
90 comments
Taken on May 19, 2007