new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Atemporal | by Eduardo Amorim
Back to photostream

Atemporal

“... Parei rodeio no tempo...

...e as cordeonas,

os botões graves e as primas,

o rechinar das carretas,

a bulha inquieta dos cascos,

as águas clara das sangas,

a voz dos bichos do campo,

os causos dos tapejaras

se orquestraram de repente

na unidade de uma voz.

E esta voz, solta nas várzeas,

cantou pro moço assombrado

cantigas do tempo velho

tropeadas do nunca mais ... “

 

"Cantigas do tempo velho”, de Apparício Silva Rillo

Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil

4,677 views
75 faves
179 comments
Taken on April 18, 2009