new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Acenando na porteira | by Eduardo Amorim
Back to photostream

Acenando na porteira

"...Faz nó na garganta

quando olho as esporas,

alheias ao tempo

e à marcha das horas,

erguidas num prego,

tristonhas, silentes...

Me lembram histórias

lavradas nos lombos,

em lutas de domas,

corcovos e tombos,

quebrando corinchos

de potros valentes..."

 

Trecho de "Dos sonhos que se perderam", de Sebastião Teixeira Corrêa

Bagé, Rio Grande do Sul, Brasil

19,695 views
162 faves
214 comments
Taken on April 27, 2008