Ressolana

“É tudo seiva e mormaço,

sol de ouro e ouro reluz,

no suor, na seara e na cruz,

na água, no riso e no abraço,

a tarde ergue aos céus o brinde

dos frutos que estão corando,

dos ventres que estão inchando

para que o mundo não finde...”

 

Trecho de “Verão”, de Aureliano de Figueiredo Pinto

Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil

 

9,895 views
135 faves
172 comments
Taken on June 5, 2007