new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Gato Persa / Persian Cat | by Francisco Aragão
Back to group

Gato Persa / Persian Cat

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

Francisco Aragão © 2012. All Rights Reserved.

Use without permission is illegal.

 

Attention please !

If you are interested in my photos, they are available for sale. Please contact me by email: aragaofrancisco@gmail.com. Do not use without permission.

Many images are available for license on Getty Images

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

 

Portuguese

A história desta raça tem início no século XVII, quando um viajante italiano chamado Pietro Della Valle passou pela Pérsia (atual Irão) e trouxe consigo alguns dos belos gatos que andavam pelas ruas locais. Ao chegar a Itália, imediatamente esses gatos ganharam a simpatia das pessoas devido a sua pelagem macia e brilhante.

Porém, a moderna raça persa surgiu somente no século XIX, quando esses gatos criados na Itália foram levados a Inglaterra, onde sofreram cruzamentos com gatos da raça angorá. Logo em seguida foi feito um trabalho de melhoramento genético visando se obter maior variedade de cores e padrões de pelagem. Há hoje mais de 100 diferentes combinações de cores para gatos dessa raça, variando desde o branco neve até o malhado (casco de tartaruga).

Características:

Os persas são gatos muito procurados por pessoas que vivem em espaços pequenos, como apartamentos, pois seus miados são baixos e pouco comuns, além do fato desses animais apresentarem um forte apego ao seu dono.Os gatos persas são meigos e carinhosos.

Esse animal se caracteriza pela pelagem comprida e sedosa, com uma cabeça grande e redonda, orelhas pequenas e arredondadas com tufos de pelo no interior, olhos grandes e redondos de coloração vívida e patas curtas, porém musculosas. O padrão comum da raça apresenta focinhos achatados (flat face), porém alguns animais possuem focinhos um pouco mais alongados (doll face).

Persa branco.

A manutenção de sua pelagem é um pouco trabalhosa, sobretudo devido a formação de nós ocorridos devido ao comprimento dos pelos.

O padrão de uma raça é determinado pelas associações que a representam. Assim sendo, existem pequenas variações de associação para associação. Abaixo podemos ver o padrão da FIFe (Federação Felina Internacional).

Tamanho: Médio a Grande - Os machos são maiores que as fêmeas, pesando de 4 a 5 kg, e as fêmeas de 3 a 4 kg.

Orelhas: Pequenas, arredondadas nas pontas e bem separadas.

Nariz: Achatado, Curto, Largo, com stop bem definido, situado entre os olhos e entre as pálpebras superiores e inferiores, nariz não arrebitado. As narinas devem ser bem abertas.

Corpo: De estrutura compacta, patas curtas, peito largo, ombros e dorso maciços, bem musculosos, de comprimento curto e formato quadrado.

Rabo: De comprimento curto, dobrado sobre o dorso fica entre a nuca (muito longo) e o meio das costas (ideal).

Pescoço: Curto e forte.

Cabeça: De formato redondo, maciça, bem equilibrada, crânio largo. Testa arredondada, bochechas cheias.

Pelagem: Comprida, densa , de textura fina e sedosa (sem ser lanosa).

Olhos: Grandes, redondos e simétricos, bem separados, dando a face uma expressão mais aberta. De cor sólida, brilhante.

Patas: Grandes, redondas, sendo desejável tufos de pelos entre os dedos.

Normalmente, nessa raça a cor branca associada a presença de olhos azuis está geneticamente relacionada a problemas de audição no animal. Os gatos brancos com apenas um dos olhos azuis pode ser surdo de apenas um ouvido, enquanto que os espécimes com ambos os olhos azuis acabam não possuindo nenhuma audição.

Desenvolvimento:

Filhote de um gato da raça Persa (doll face).

Em 1950, o Gato Siamês foi cruzado com o Persa para criar uma raça com o corpo do Persa mas com a coloração do Siamês, sendo este nomeado de Himalaio. O Himalaio ficou como raça separada do Persa nos Estados Unidos até 1984, quando a CFA os unificou, mesmo com a objeção de ambos os conselhos das raças. Alguns criadores de Persa ficaram descontentes com a introdução desse híbrido em suas linhas puras de Persa.

Gato persa na ficção:

O gato persa mais conhecido é o Garfield. O gato persa laranja dos desenhos animados e dos filmes. Outro persa conhecido nos filmes é o gato Snowbell, de todos os filmes de Stuart Little, e também no filme Como Cães e Gatos.

 

English

The Persian is a long-haired breed of cat characterized by its round face and shortened muzzle. Its name refers to Persia, the former name of Iran, where similar cats are found.[dubious – discuss] Recognized by the cat fancy since the late 19th century, it was developed first by the English, and then mainly by American breeders after the Second World War. In Britain, it is called the Longhair or Persian Longhair.

The selective breeding carried out by breeders has allowed the development of a wide variety of coat colors, but has also led to the creation of increasingly flat-faced Persians. Favored by fanciers, this head structure can bring with it a number of health problems. As is the case with the Siamese breed, there have been efforts by some breeders to preserve the older type of cat, the traditional breed, having a more pronounced muzzle, which is more popular with the general public. Hereditary polycystic kidney disease is prevalent in the breed, affecting almost half the population in some countries.

The placid and unpretentious nature of the Persian confers a propensity for apartment living. It has been the most popular breed in the United States for many years but its popularity has seen a decline in Britain and France.

Origin:

It is not clear when longhaired cats first appeared, as there are no known long-haired specimen of the African wildcat, the ancestor of the domestic subspecies. There were claims[by whom?] in the 19th century that the gene responsible for long hair was introduced through hybridization with the Pallas cat, but research in the early 20th century refutes this theory.[citation needed]

An Angora/Persian from "The Royal Natural History" (1894)

The first documented ancestors of the Persian were imported from Khorasan, Persia into Italy in 1620 by Pietro della Valle, and from Angora (now Ankara), Turkey into France by Nicholas-Claude Fabri de Peiresc at around the same time. The Khorasan cats were grey coated while those from Angora were white. From France, they soon reached Britain. Longhaired cats were also imported to Europe from Afghanistan, Burma, China and Russia. Interbreeding of the various types were common especially between Angoras and Persians.

Recent genetic research indicates that present day Persians are related not to cats from the Near East but to cats from Western Europe. The researchers stated, "Even though the early Persian cat may have in fact originated from ancient Persia, the modern Persian cat has lost its phylogeographical signature.

 

Wikipedia

24,005 views
26 faves
56 comments
Taken on April 8, 2012