new icn messageflickr-free-ic3d pan white
PQ Hoje é domingo!!!! Arara Azul | by Ana_Cotta
Back to photostream

PQ Hoje é domingo!!!! Arara Azul

O BEIJO

 

gente!!!

a chuva bem que quis me atrapalhar!!!

mas a tarde consegui sair aqui ...

minha voltinha básica...

como sempre na floresta...

em mais um domingo animal!!!!!

 

Esse casal de araras azuis gigante são loucos!!! sempre me atacam e querem pegar a camera...

Nunca consigo fotografa-las

mas hoje elas deixaram...

essa nem foi a melhor em qualidade...

Mas... domingo é dia de passear... e namorar...

e essa cena do beijo foi linda!

e única claro...fiquei esperando outros beijos... pra fazer aquela foto... mas nada!!!

  

e nada melhor que um casal que escolhe seu parceiro e são fiéis até que algo maior os separe...

 

--------------------

 

Um beijo....

e bom fim de domingo!!!

__________________________________________________

 

Arara-azul-grande

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ir para: navegação, pesquisa

Arara-azul-grande

  

Estado de conservação

 

Em perigo

Classificação científica

Reino: Animalia

 

Filo: Chordata

 

Classe: Aves

 

Ordem: Psittaciformes

 

Família: Psittacidae

 

Género: Anodorhynchus

 

Espécie: A. hyacinthinus

  

Nome binomial

Anodorhynchus hyacinthinus

(Latham, 1790)

 

A arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus) é uma ave da família Psittacidae, que ocorre nos biomas da Floresta Amazônica e, principalmente, no do Cerrado.

 

Possui uma plumagem azul com uma pele nua amarela em torno dos olhos e fita da mesma cor na base da mandíbula. Seu bico é desmesurado parecendo ser maior que o próprio crânio. Sua alimentação, enquanto vivendo livremente, consiste de sementes de palmeiras (cocos), especialmente o licuri (Attalea phalerata).

 

Essa arara torna-se madura para a reprodução aos 3 anos e sua época reprodutiva ocorre entre janeiro e novembro. Nascem 2 filhotes por vez e a incubação dura cerca de 30 dias. Depois que nascem, as araras-azuis ficam cerca de três meses e meio no ninho, sob o cuidado dos pais, até se aventurarem no primeiro voo. A convivência familiar dura até um ano e meio de idade, quando os filhotes começam a se separar gradativamente dos pais.

 

Pode ser encontrada no Complexo do Pantanal onde projetos de preservação garantiram no ano de 2001 uma população de 3.000 exemplares. Essa ave está atualmente ameaçada de extinção, sendo as principais causas a caça, o comércio clandestino, no qual as aves são capturadas enquanto filhotes, ainda no ninho e a degradação em seu habitat natural através da destruição atrópica. Sua distribuição geográfica é no Brasil. Sua distribuição geográfica no Brasil é nos estados de: Amazonas, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará e Tocantins.

  

Nidifica em ocos de árvore, principalmente árvores de manduvi.

 

4,956 views
9 faves
18 comments
Taken on April 27, 2008