new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Segundo maior parque eólico do mundo | by Miriam Cardoso de Souza
Back to photostream

Segundo maior parque eólico do mundo

 

O Rio Grande do Sul tem o segundo maior parque eólico do mundo, implantado em Osório, no litoral norte gaúcho. Juntas, as 75 torres implantadas bem próximo à freeway podem gerar 150 MW, energia suficiente para atender a 650 mil pessoas (cerca da metade da população de Porto Alegre). A principal vantagem da energia extraída do vento por meio dos cataventos gigantes – com as hélices, eles alcançam 140 metros de altura – é que se trata de energia limpa, ou seja não há emissão de poluentes.

 

Mas não é só isso. Além de ter uma fonte natural e renovável – o vento –, o parque eólico é integrado ao ambiente ao qual está inserido. A implantação não depende de inundar grandes áreas (como ocorre na construção de hidrelétricas) e, no caso específico de Osório, as famílias que moravam na região não precisaram ser desapropriadas. A companhia responsável pelo parque, inclusive, paga um valor a essas famílias pelo uso do local. A engenheira florestal Luciane Barcellos Conceição, da Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente de Osório, explica que os moradores foram retirados apenas durante um período das obras, e agora convivem diariamente com os geradores de energia.

 

A área em que se encontra o parque é uma região de chácaras. Circulando pela região, pode-se ver as criações de gado que se desenvolvem no entorno das torres. O impacto ambiental também foi levado em conta na drenagem dos banhados, e, para não interferir na rota migratória das aves que sobrevoam a região, foram criados corredores entre as torres geradoras.

 

Osório, a 98 quilômetros de Porto Alegre, foi escolhida após um estudo de quatro anos, como explica a engenheira florestal Luciane Barcellos Conceição, da Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente de Osório. Equipamento e técnicas adequados para detectar o potencial eólico da área foram utilizados. No Brasil, todo o litoral é apto a receber investimentos deste tipo, especialmente no Nordeste.

 

André Crespani

 

5,188 views
12 faves
87 comments
Taken on April 30, 2010