new icn messageflickr-free-ic3d pan white

Poet's life

Vivo a vida como os poetas,

com sofreguidão.

Ao amor segue-se o ódio,

à raiva a paixão.

A alegria casa com a revolta

e o desalento dá a mão à felicidade.

Em cada dia nasce

uma nova esperança,

Em cada olhar teu, um sorriso,

uma ternura, um bem querer

que nunca se esgota.

A tua prisão é a minha liberdade

e assim, só assim, sou feliz!

1,137 views
7 faves
78 comments
Taken on August 14, 2006