Thiago Pethit abrindo o show do Nouvelle Vague - Circo Voador

www.myspace.com/lepethitprince

 

O show do paulistano Thiago Pethit traz canções em francês, português e inglês e conta com os músicos Camila Lordy (piano), Pedro Penna (ukulelê e violão) e Guga Machado (bateria e percussão). Com produção de Yury Kalil (integrante do Cidadão Instigado e co-produtor do disco “Uhuuu!”) e direção artística de Jackson Araujo, o disco traz onze faixas, todas de autoria de Pethit.

 

O álbum conta com participações de Hélio Flanders (Vanguart), que faz dueto com Pethit na faixa “Forasteiro”, parceria da dupla; Marcelo Jeneci, no piano de “Não se Vá”; Regis Damasceno (Cidadão Instigado), no violão de aço em “Don’t Go Away”; e do coro dos Novos Paulistas (Tiê, Tulipa Ruiz, Tatá Aeroplano e Dudu Tsuda), em “White Hat”. A faixa “Sweet Funny Melody” traz Pethit no piano solo. Nas outras músicas, o cantor é acompanhado por Otávio Ortega (acordeom e piano), Pedro Penna (violão, ukulele), Naná Rizinni (bateria e percussão) e Pedro Falcão (bateria e percussão).

 

Com o EP “Em Outro Lugar” (2008) e o single “Fuga No 1” (2009) lançados, Pethit foge de rimas elaboradas e termos rebuscados em suas letras, sempre com frases e palavras confessionais e diretas. Em seu novo trabalho, a construção musical acompanha o clima de simplicidade das letras, que podem ser em português, inglês ou francês, com performances acústicas, em que todos os instrumentos são tocados analogicamente pelos músicos no estúdio, sem interferências de bases eletrônicas. Ruídos dos instrumentos, pigarros e respirações foram registrados propositalmente pelos microfones no disco.

 

Com formação em artes cênicas, Pethit estudou canto e composição de tangos em Buenos Aires. Essa transição de palcos, do teatro para a música, é definitiva para o desenho de seu estilo musical, que resgata elementos do universo do Vaudeville, termo originalmente usado para se referir a ‘light songs’, para renovar o indie-pop. Da escuridão dos cabarés berlinenses pré-nazismo aos ensolarados Saloons Bar´s do Texas, o Vaudeville de Pethit cria sua cidade imaginária. Um lugar inventado no mundo, onde se apresentariam Kurt Weill e Tom Waits na mesma noite.

 

Fonte: www.circovoador.com.br/saibamais/release_100431_nouvelle.htm

483 views
0 faves
0 comments
Taken on May 1, 2010