new icn messageflickr-free-ic3d pan white
vc já viu uma libélula fazendo Cocô???  =/  (+2 fotos) | by Ana_Cotta
Back to photostream

vc já viu uma libélula fazendo Cocô??? =/ (+2 fotos)

Primeiro fui procurar a melhor palavra para descrever o que a libélula estava fazendo!

queria uma palavra mais meiga! =/

 

e encontrei essas : Cocô / fezes / bosta / merda / titica / tolete / marrom / chocolate

 

aí... gente!!!! tolete num dá né?rsrsrsr ... então optei pela mais usual mesmo...

 

mas vamos ao caso!!

bom!!! nossa meu colega do trabalho morreu de rir quando descarreguei as fotos que fiz dessa libélula e percebi que peguei ela no flagra!

 

meu colega disse: putz ana!!!! coitada das libélulas!!!!! vc persegue elas e nem deixa elas irem no banheiro em paz!!! kkkkkkkk

 

pois é ... ela estava voando e deu uma paradinha básica para fazer suas necessidades ... eu como estava armada fiz os clics!!!

 

mas juro...não tinha percebido isso.... só fui perceber na hora que passei as fotos pro PC!

 

-----------

 

então ... como achei curioso... pois nunca tinha visto isso antes!!! rsrsrsr estou compartilhando com vcs!!!!

segue na sequencia mais 2 fotos...

 

--------------------------------

 

Putz tô virando paparazzi de libélulas!

 

mas.... vai.... essa foi engraçada!

 

E VIVA O REINO ANIMAL

 

----------

  

bjim e bom final de quinta pra vcs!!!!!!!!!!!!

  

__________________________

Libelinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Nota: Se procura pelo género botânico da família Dipterocarpaceae, veja Anisoptera (género).

 

A libélula (também conhecida por libelinha, em Portugal) é um insecto alado pertencente à sub-ordem Anisoptera. Como características distintivas contam-se o corpo fusiforme, com o abdómen muito alongado, olhos compostos e dois pares de asas semi-transparentes. As libelinhas são predadoras e alimentam-se de outros insectos, nomeadamente mosquitos e moscas. Este grupo tem distribuição mundial e tem preferência por habitats nas imediações de corpos de água estagnada (poças ou lagos temporários), zonas pantanosas ou perto de ribeiros e riachos. As larvas de libelinha (chamadas ninfas) são aquáticas, carnívoras e extremamente agressivas, podendo alimentar-se não só de insectos mas também de girinos e peixes juvenis.

 

As libelinhas não têm a capacidade de picar, visto que as suas mandíbulas estão adaptadas à mastigação. Dentro do seu ecossistema, são bastante úteis no controlo das populações de mosquitos e das suas outras presas, prestando assim um serviço importante ao Homem.

 

As libelinhas adultas caçam à base do seu sentido de visão extremamente apurado. Os seus olhos são compostos por milhares de facetas (até 30.000) e conferem-lhes um campo visual de 360 graus. As libelinhas medem entre 2 e 19 cm de envergadura e as espécies mais rápidas podem voar a cerca de 85 km/h.

 

O grupo surgiu no Paleozóico, sendo bastante abundantes no período Carbónico, e conserva até aos dias de hoje as mesmas características gerais. As maiores libelinhas de sempre pertencem ao género Meganeura, floresceu no Pérmico, e podiam atingir envergadura de 70 a 75 cm. Seu tempo de vida pode chegar a 5 anos. No Brasil existem cerca de 1.200 espécies de um total 5.000 existentes no mundo. Predadora de insectos, inclusive o Aedes aegypti e até pequenos peixes. Em um único dia pode consumir outros insectos voadores até 14% do seu próprio peso.

 

No Brasil é conhecida pelos nomes: papa-fumo, helicóptero, cavalinho-de-judeu, cavalinho-do-diabo, corta-água, donzelinha, jacina, jacinta, lava-bunda, lavadeira, odonata, macaquinho-de-bambá, pito, ziguezigue ou cabra-cega.

 

Em Portugal além de libelinha ou libélula é conhecida pelos nomes: tira-olhos, lavadeira, cavalinho-das-bruxas, pita, entre outras designações locais.

 

30,202 views
33 faves
37 comments
Taken on October 16, 2008