flickr-free-ic3d pan white

João-bobo, White-eared Puffbird (Nystalus chacuru)

Local: Águas Santas - Tiradentes (MG).

 

Também julguei interessante reproduzir o texto abaixo, de Penha Emerick, consultora ambiental da revista SÉCULO.

 

"O joão-bobo provavelmente tenha recebido este nome devido a seu temperamento bonachão e tolerante com os demais pássaros. Pode ser também devido ao seu desenho corporal, onde figura uma cabeça um tanto grande em relação ao seu corpo. Assim, à primeira vista parece tratar-se de um pássaro "cabeçudo".

 

A verdade é que o bicho nada tem a ver com o seu desmerecido apelido. É letárgico porque a evolução criou outros mecanismos de compensação, como uma coloração que nada tem de chamativa, o que em Biologia é chamado de coloração críptica. Para que correr se os predadores quase não podem enxergar o joão-bobo? Assim ele fica parado, contemplativo, com ares filosofais.

 

Viver correndo e se esquivando é tarefa de bichos bonitos, como o tiê-sangue, o tangará, os colibris e tantos outros. Basta ao joão ficar parado em seu galho predileto, e só voar para correr atrás de sua comida - cupins, besouros, efemérides, libélulas, escorpiões, pequenos lagartos, minhocas e outros bichos pequenos.

 

O joão-bobo é esperto até para cantar: canta harmoniosamente, mas de uma forma dissimulada, bem fina, bem baixa - como se fosse o barulho de morcegos. Sua música quase só é percebida pela fêmea, a "joana-boba", para quem ele canta e a quem ele encanta. Com tamanha discrição, outro bicho não vai percebê-lo nem quando ele "fala". Não ser percebido é tudo que ele deseja - parece acreditar que o segredo é a alma do negócio.

 

Nidifica em buracos no solo com declividade, disfarça a entrada com gravetos velhos, como se nada de novo houvesse na área - tudo fica camuflado. Pode fazer o ninho dentro de cupinzeiros arbóreos, bem dentro da fonte alimentar e com a tolerância dos cupins. E, mesmo assim, apelidaram-no de bobo!

 

O bicho entra de ré em sua toca e se um predador entrar em seu aposento leva fortes bicadas. Nesta hora vira joão-valentão, fica brigão e dá "bofetão". Assim, ele manda a mensagem: _ tudo eu relevo, mas "não mexa com filhote meu". Seus filhotes levam quinze dias em média para serem chocados". -

  

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: proibe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.

 

All of my photos are under full copyright. If you would like to use any of them, please, contact me.

   

2,637 views
82 faves
341 comments
Taken on July 16, 2009