new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Parque das Nações / Park of the Nations | by Marcio Cabral de Moura
Back to photostream

Parque das Nações / Park of the Nations

O Parque das Nações é a designação actual da antiga Zona de Intervenção da Expo, que inclui o local onde foi realizada a Exposição Mundial de 1998 e ainda todas as áreas sob administração da ParqueExpo, S.A. Esta área tornou-se, entretanto, um centro de actividades culturais e um novo bairro da cidade, com perto de 15.000 habitantes (prevendo-se que o total de população seja de 25.000, daqui a poucos anos), com várias instituições culturais e desportivas próprias. O Parque das Nações é actualmente considerado como o bairro mais seguro e mais bem frequentado da cidade de Lisboa.

 

A sua arquitectura contemporânea, os espaços de convívio e todo o projecto de urbanização e requalificação urbana trouxeram nova dinâmica à zona oriental da cidade de Lisboa que, em 1990, ainda era uma zona industrial.

 

Destacam-se, como exemplos da arquitectura presente no Parque das Nações, as abóbadas das plataformas da Gare do Oriente, de Santiago Calatrava, impondo a sua linha arquitectónica; o Pavilhão de Portugal, do arquitecto português Álvaro Siza Vieira, que tem por entrada uma imponente pala de betão pré-esforçado, que se baseia na ideia de uma folha de papel pousada em dois tijolos, abrindo o espaço à cidade para albergar os diversos eventos que um espaço desta escala acolhe.

 

O Parque dispõe de um Pavilhão do Conhecimento, um moderno museu de ciência e tecnologia com várias exposições interactivas; um teleférico transporta os visitantes de uma ponta à outra da área da antiga exposição. De referir ainda o Pavilhão Atlântico, a emblemática Torre Vasco da Gama, o edifício mais alto da cidade, o Oceanário de Lisboa, um dos maiores aquários do mundo.

 

Aproveitando a sua localização geográfica, o parque orgulha-se também da sua moderna marina. A Marina Parque das Nações, apresenta 600 postos de amarração destinados a embarcações de recreio, assim como infra-estruturas, preparadas para acolher grandes eventos da actividade náutica, dispondo para o efeito de um cais de eventos e uma Ponte Cais não só para embarcações de cruzeiro ou históricas de grande porte mas também como área de apoio para eventos em terra. A marina ganha assim uma côr especial, ao estar situada em plena reserva natural do estuário do Tejo.

 

O Parque das Nações é administrado, actualmente, pela ParqueExpo, S.A. A zona pertencente ao Concelho de Lisboa irá ser transferida para a administração da Câmara Municipal de Lisboa no início de 2006. A zona pertencente ao Concelho de Loures ainda não tem data de transferência negociada.

 

Legalmente, o Parque das Nações divide-se pelas freguesias de Santa Maria dos Olivais, no Concelho de Lisboa, e de Moscavide e Sacavém, no Concelho de Loures. Vários sectores da população do Parque e algumas entidades defendem a criação da Freguesia do Oriente, no Concelho de Lisboa, que englobe as três áreas numa só administração, de forma a que o fim da gestão urbana da ParqueExpo, S.A. não signifique o retalhar do Parque das Nações.

 

Existem já várias entidades e organizações com origem na comunidade residente do Parque das Nações, como, por exemplo, o Clube Parque das Nações, a Associação de Moradores e Comerciantes do Parque das Nações, para além de empresas e instituições variadas.

Wikipédia

 

Parque das Nações (Portuguese pronunciation: [ˈpaɾk(ɨ) dɐʃ nɐˈsõȷ̃ʃ]; English: Park of the Nations) is a leisure, commercial, and residential area in Lisbon, Portugal. It covers an extensive area in northeastern Lisbon next to the Tagus estuary, formerly used for mainly industrial purposes.

 

The area underwent a tremendous transformation in the 1990s when it was chosen as the location for the Expo '98 World Exhibition. After the exhibition, the area got its current name (although it is not uncommon for the Portuguese to still refer to it as "Expo"), and more transformations occurred such as the new Vasco da Gama shopping mall, the Lisbon's International Fair complex, hotels and many new office and residential buildings. Many attractions built for the Expo '98 remained and keep drawing visitors, such as the Oceanarium, one of the world's biggest aquariums.

 

Taking advantage of its geographical position, Parque das Nações is also proud of its brand new Marina. Marina Parque das Nações features 600 berths and modern infrastructures, a river pier for cruises or historical vessels, and an exclusive pontoon prepared to receive nautical and on land events.

 

For those who are birdlovers, this is a perfect spot for bird watching as it is sited in the Tagus Estuary, one of the largest and diverse estuaries of Europe.

 

An estimated 15,000 people currently live in the Parque das Nações, which is halved between the Lisbon and Loures municipalities, effectively splitting the local government of the area. There is a movement of citizens requesting the Lisbon's half to annex the one belonging to Loures, thereby integrating the entire area within the Lisbon municipality.

Wikipedia

2,257 views
0 faves
0 comments
Taken on July 18, 2010