new icn messageflickr-free-ic3d pan white
Como Cristal...As Crystal.... | by Leila Cintra
Back to photostream

Como Cristal...As Crystal....

O Amor é como o cristal.... lindo e delicado...muito frágil também...

uma vez que se parte um pequeno pedaço, voce pode colar, mas sempre que olhar para ele, irá se lembrar de que nunca mais será o mesmo...

voces concordam com isso?

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O amor é como um cristal de muitas facetas...

  

:: Rosana Braga ::

 

...Inúmeras, incontáveis, talvez. A gente consegue perceber uma ou algumas delas em cada momento de nossa vida ou relação que experimentamos. No entanto, o ideal é que tentemos não nos deixar iludir por apenas uma delas, a mais encantadora e também a mais perigosa.

 

Costumamos entender por amor um sentimento muito romântico, idealizado, perfeito, como nos contos de fadas... E quando nos damos conta de que essa é, provavelmente, uma faceta projetada, ou seja, de que ela não existe senão dentro de nossas mentes equivocadas e imediatistas, nos sentimos enganados, deprimidos, perdidos...

O fato é que as verdadeiras facetas do amor incluem nossas imperfeições, já que a função do amor é ser um caminho para nosso mais efetivo e árduo crescimento como pessoas, enquanto seres em evolução.

Sendo assim, quando sentimentos considerados menos nobres invadem nossa relação – construída sobre uma imensa expectativa romântica – não sabemos onde encontrar força para segurar tudo o que construímos, e vemos nosso projeto de amor ruir...

 

Tenho recebido muitas mensagens de pessoas contando sobre o quanto se entregaram, o quanto acreditaram num relacionamento e na pessoa amada e o quanto estão se sentindo sem rumo, abandonadas, sem entender o que aconteceu, por que acabou, por que o outro foi embora de repente, justificando-se confuso, tendo atitudes e palavras dúbias, demonstrando ora afeto, ora distanciamento...

Nessas mensagens, as pessoas me pedem explicações, acreditam que eu ou Alguém pode realmente ter uma resposta, saber o que isso tudo significa... Mas nem sempre existe uma resposta! Não essa resposta pronta e que explica as atitudes confusas de cada um...

 

O que eu teria a dizer é que estamos vivendo um momento de transformações, grandes e importantes transformações. Cada um no seu ritmo, questionando seus valores e procurando acertar...

Difícil saber exatamente onde chegaremos, o que vai acontecer e quem conseguirá compreender, enfim, que a felicidade pode estar presente em todo esse processo, apesar de tanta dor. Portanto, sugiro que deixemos o futuro para depois e que nos concentremos no agora!

 

Viver um dia após o outro, assumindo a inteligente frase dos dependentes em recuperação (porque todos nós somos dependentes de alguma coisa que nos prejudica) e repetir: Só por hoje, vou tentar fazer o melhor que eu posso, tentando respeitar e aceitar as escolhas do outro!

 

E, assim, chegará o dia em que as portas parecerão se abrir além do que conseguíamos ver até então; Portas da alma, portas do coração... para podermos enxergar as outras facetas do amor e fazer um balanço, para aprender e recomeçar...

Porque quando a gente só olha para uma delas, perde o aprendizado contido nas outras... prendendo-se a somente um sentimento... ou raiva... ou tristeza... ou pena... ou compreensão ilimitada... E o amor nunca é somente um desses sentimentos...

São todos, ao mesmo tempo, pela mesma pessoa ou por várias pessoas! E no final das contas, como diria o Cana Brava (personagem do humorista Tom Cavalcante), passa a régua! O resultado é o que conseguimos aprender, viver, ensinar e, sobretudo, SER!

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rosana Braga é Professora, Jornalista, Consultora de Relacionamentos

e autora de "O Poder da BONDADE" e "FAZER AMOR vale a pena", entre outros.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Love is like crystal .... beautiful and delicate ... very fragile too ...

since it is part of a small piece, you can paste, but when looking at it, remember that you will never be the same ...

you agree with that?

 

Love is like a crystal of many facets ...

 

:: Rosana Braga:

 

... Countless, countless, perhaps. We can see one or some of them in every moment of our life and relationship experience. However, the ideal is that we try not fooled by one of them, the loveliest and the most dangerous.

 

We used to love to understand why a feeling very romantic, idealized, perfect, as in fairy tales ... And when we realize that this is probably a side project, ie, that it exists only within our minds misguided and immediacy, we feel cheated, depressed, lost ...

The fact is that the true facets of love include our imperfections, as the function of love is to be a more effective way for our growth as people and hard, while evolving beings.

Thus, when considered less noble feelings invade our relationship - built on a huge romantic expectations - do not know where to find the strength to hold everything we build, and we love our project crumble ...

 

I have received many messages from people telling about how much they gave, how much they believed in a relationship and how much they are loved and feeling adrift, abandoned, without understanding what happened, why it ended, why the other was away suddenly , justifying confusing taking attitudes and dubious words, now showing affection, sometimes distancing ...

In these messages, people ask me for explanations, or I believe anyone can really have an answer, know what it all means ... But there is not always an answer! Not the answer ready, and that explains the confused attitudes of each ...

 

What would I have to say is that we are living a moment of transformation, large and important changes. Each in his own pace, questioning their values ​​and trying to hit ...

Hard to know exactly where we will come, what will happen and who will be able to understand at last that happiness can be present in this whole process, despite the pain. Therefore, I suggest we leave the future for later and concentrate on now!

 

Living one day after another, assuming the clever phrase of recovering addicts (because we are all addicted to something that hurts us) and to repeat: Just for today I will try to do the best I can, trying to respect and accept the choices the other!

 

And so the day will come when the doors seem to open up beyond what we could see so far; doors of the soul, the heart of the doors ... so we can see the other facets of love and take stock, and start to learn ...

Because when we look at only one of them loses the learning contained in the other ... clinging to only a feeling ... or anger ... or sadness ... or penalty ... unlimited or understanding ... And love is never only one of these feelings ...

They are all at the same time, by the same person or several people! And in the end, as would the Cana Brava (character comedian Tom Cavalcante), is the rule! The result is what we can learn, live, teach and, above all, BE!

 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rosana Braga is Lecturer, Journalist, Consultant Relationships

and author of "THE POWER OF KINDNESS" and "MAKE LOVE worth it," among others.

    

135 views
9 faves
52 comments
Taken on May 31, 2009