Sinttel solidário - Lar Santo Expedito recebe mais de 100 quilos de alimentos
A primeira ação solidária promovida pelo Sinttel Bahia no ano de 2018 foi um sucesso! Ao todo foram arrecadados mais de cem itens alimentícios, além de produtos de limpeza e higiene que foram doados ao Lar Santo Expedito, espaço de acolhimento para idosos.
A ação, que teve como grande mobilizadora a dirigente sindical Diana Bulhosa, contou com a participação de trabalhadores e trabalhadoras telefônicas, de dirigentes sindicais e da população. “Me sensibilizei com a situação do lar e quis contribuir arrecadando o máximo de produtos possível em um espaço de tempo que fosse suficiente para atender às necessidades básicas dessas pessoas. Não podemos esquecer que, como ser humano que somos, passamos por diversos estágios de evolução. Ser idoso é mais uma fase que passaremos enquanto estivermos vivos. Não podemos abandonar aqueles que nos criaram e nos acompanharam durante toda a nossa vida” disse.
Lar Santo Expedito
O Lar Santo Expedido funciona há oito anos na Rua Padre Valadares, nº 22, no bairro de Nazaré, em Salvador. A instituição é mantida através de doações, pois não conta com nenhuma espécie de apoio governamental. “Fundei o lar anos após receber a missão de uma senhora que cuidava em outro espaço de acolhimento. Ela me delegou a missão de criar esse espaço e ainda indicou que ele se chamasse Santo Expedito, o santo das causas impossíveis, pois eu havia lhe dito que não tinha como abrir um espaço desta dimensão. Tempos depois pude atender ao pedido e, com muito esforço, mantenho o abrigo com todo amor e dedicação possível”, explica Regina Bárbara Silva.
As contribuições sempre são bem-vindas. Como não recebe doações em dinheiro, Regina prefere que o doador contribua com o pagamento de uma conta de energia ou de água ou doando fraldas geriátricas, itens de higiene pessoal ou de cama e banho. “No momento estamos precisando de um biombo para facilitar a troca de roupa das idosas oferecendo um pouco mais de privacidade para elas, destacando uma das muitas necessidades do lar”, disse.
Atualmente o espaço acolhe quarenta idosos, vinte homens e vinte mulheres, com idades e motivações diferentes para estarem lá. De moradores oriundos de abrigos extintos a idosos abandonados por parentes, todos encontram no Santo Expedito um lugar para moradia.
Dentre as residentes destaca-se a senhora Maria Elisa dos Anjos, que esbanja grande simpatia no alto dos seus 97 anos. Muito agradável já foi “adotada” por inúmeros visitantes. Acompanhada do seu radinho de pilha e da sua boneca de pano, sempre deixa escapar um sorriso entre uma pergunta e outra.
Voluntários

Há cerca de um mês Regina fez apelo em programas televisivos e desde então tem recebido além de donativos, apoio de voluntários de diversas áreas. De estudantes aos já graduados a nas áreas de saúde e educação, Regina destaca que toda ajuda é bem-vinda.
Os voluntários são pessoas como a fisioterapeuta Samara Susko, que desde o ano de 2016 faz atua em abrigos e casas de acolhimento. “Acredito que o que Deus nos dá temos que retribuir de alguma forma”, disse. Também encontramos no lar o trio de neuropsicólogos, Gleide Guimarães, Glaucia Almeida e André Falcão fazendo exercícios de memorização com os idosos.
“A casa está aberta para que mais pessoas possam contribuir, seja com donativos ou com um pouco de tempo para conversar com os nossos idosos”, Regina. O Lar Santo Expedito está de portas abertas esperando pela doação de cada um de nós.
30 photos · 51 views