FUNCHAL
Funchal

Município insular português pertencente à ilha da Madeira (Região Autónoma da Madeira), compreendendo 10 freguesias (Funchal-São Pedro, Funchal-Sé, Funchal-Santa Luzia, Funchal-Santa Maria Maior, Imaculado Coração de Maria, Monte, São Martinho, São Roque, Santo António e São Gonçalo). Em termos demográficos, a população, em 1991, era constituída por cerca de 115 400 residentes para uma área bruta de 76 km2, e a variação da população residente entre 1960 e 1991 foi de 18%.

A economia municipal assenta na pesca, na agro-pecuária, na indústria alimentar, no comércio retalhista e, sobretudo, no turismo (restauração e hotelaria), destacando-se ainda a administração local e algumas actividades de prestação de serviços sociais, privados e públicos.

Localizada na vertente sul da ilha da Madeira, a cidade do Funchal (a quarta maior de Portugal) é sede de município e registava uma população de cerca de 99 300 residentes em 1991.

A cidade do Funchal circunscreve-se às freguesias de Imaculado Coração de Maria, Monte, Funchal-Santa Luzia, Funchal-Santa Maria Maior, Santo António, São Gonçalo, São Martinho, Funchal-São Pedro, São Roque e Funchal-Sé.

património

O património edificado mais importante inclui a Sé (mandada construir por D. Manuel I, em 1493); o convento de Santa Clara (do século XVI, com azulejos barrocos e hispano-árabes, onde se encontra o túmulo de João Gonçalves Zarco); a igreja de Santa Maria Maior; a Alfândega Velha; as capelas de Santa Catarina, de São Paulo e da Encarnação; as igrejas do Carmo, de São Pedro e do Colégio (edificada pelos Jesuítas), todas elas do século XVII; os Paços do concelho (século XVIII); o Paço episcopal (actuais instalações do Museu de Arte Sacra, onde se destaca o acervo de pintura portuguesa e flamenga dos séculos XV e XVI); e os fortes de São João Baptista e do Ilhéu. O Parque Ecológico do Funchal constitui um importante elemento ao nível do património natural.

história

O topónimo deriva da abundância de funcho no local onde a povoação começou a desenvolver-se, em 1425. Pouco depois, em 1451, já o Funchal era vila e a elevação a cidade foi concedida por carta régia, em 1508. Seis anos mais tarde, passou a sede diocesana por bula papal e, durante muito tempo, foi a sede do bispado ultramarino. O terramoto de 1748 é de má memória para os funchalenses que tiveram de reconstruir grande parte dos seus monumentos.

Aqui viveu a imperatriz Isabel da Áustria (Sissi) e esteve exilado o imperador Carlos I, também da Áustria, até à sua morte, em 1922, tendo sido sepultado na igreja de Nossa Senhora do Monte.

É capital da região autónoma da Madeira.
288 photos · 2 videos · 54,669 views
1 3