ESPINHO
Espinho

Município litoral português pertencente ao distrito de Aveiro, compreendendo 5 freguesias (Anta, Espinho, Guetim, Paramos e Silvalde). Em termos demográficos, a população, em 1991, era constituída por cerca de 35 000 residentes para uma área bruta de 23 km2, e a variação da população entre 1960 e 1991 foi de 52%.

A economia municipal assenta na pesca, agro-pecuária, silvicultura, comércio retalhista e, essencialmente, no turismo, destacando-se a administração local e algumas actividades de prestação de serviços sociais, privados e públicos. O município, que pertence à Área Metropolitana do Porto, encontra-se dotado, ao nível do equipamento social, com uma unidade hospitalar.

Localizada no litoral norte português, a sul da cidade do Porto e a norte da cidade de Aveiro, a cidade de Espinho é sede de município e registava uma população de cerca de 11 900 residentes, em 1991. A cidade de Espinho circunscreve-se à freguesia homónima.

património

O património mais significativo inclui a igreja matriz, inaugurada em 1916, depois de dois templos anteriores, também dedicados a Nossa Senhora da Ajuda, terem sido destruídos pelo avanço do mar, em 1904 e 1910. Existem várias casas de veraneio, de construção muito típica. Tem casino e praça de touros.

história

A sua origem remonta ao século XVIII e deve-se aos pescadores de Furadouro (Ovar). Era na praia designada por Espinho-Mar que pernoitavam quando pescavam a norte.

Beneficiou da proximidade do Porto e da linha férrea do Norte, e desde cedo foi sendo procurada como estância balnear.

A proximidade do oceano tem tanto de benéfico como de prejudicial. Desde o início do século XX, o mar já roubou mais de 500 metros à praia — facto que se traduziu na destruição de cerca de 200 edifícios, entre os quais dois templos religiosos, e na construção de sucessivas defesas da praia.

Espinho recebeu categoria de cidade em 1973.
27 photos · 17,145 views