''Seca: Sertão Adentro'' - Por Liliana Peixinho
Depois de observar, estudar, historiar trabalhos acadêmicos sobre comunidades tradicionais, resolvi, como pesquisadora e jornalista socioambiental trilhar caminhos poeirentos, Sertão adentro, para ver de perto os horrores da seca em todos os seus ciclos perversos.

Durante 63 dias, em campo aberto de riscos e dificuldades, interagi em comunidades vitimadas pela seca observando os desafios da labuta diária pela sobrevivência.

Viajando sozinha por três estados nordestinos: Bahia, Sergipe e Alagoas, com paradas em dezenas de municípios, distritos, lugarejos e comunidades rurais, enfrentando o Sol de rachar o juízo e os perigos nas estradas; sem qualquer estrutura ou apoio de terceiros - num carrinho velho, com pouquíssimo dinheiro, baixo estoque de comida e gasolina.

Na cabeça e no coração o compromisso e a coragem para correr atrás e mostrar o que realmente acontece com a vida nordestina nessa seca histórica.

A fotorreportagem revela um pouco dos flagrantes, em imagens de dor, fé, coragem e resistência de um povo que mistura a alegria e dor no viver. Com olhar transversal e imersão nos semiáridos nordestinos, sem roteiro ou qualquer produção prévios.

O trabalho aponta paradoxos entre o discurso da “sustentabilidade” - difundido em maciça propaganda corporativa - e uma realidade triste, de dor, sofrimento e desespero.

Denuncia a distância entre a ausência de cuidado, descaso e horrores de vida da população que vive carente de recursos, tranquilidade e direitos fundamental à sobrevivência com dignidade.
30 photos · 350 views